0:00
0:00

Possíveis medidas de 2017 podem dividir áreas política e econômica do governo

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2016 13h10
Fernando Bizerra Jr. / EFEFernando Bizerra Jr. / EFEHenrique Meirelles e Michel Temer anunciam medidas para a economia
BRA01. BRASILIA (BRASIL), 24/05/2014.- El presidente interino de Brasil, Michel Temer, declaró hoy, martes 24 de mayo de 2016, que si está en el poder es "consecuencia de la constitución", al iniciar una reunión junto al ministro de Hacienda de Brasil, Henrique Meirelles (i), demás ministros y un grupo de parlamentarios en el Palacio de Planalto en Brasilia (Brasil). "Quiero refutar a quienes todo el tiempo dicen que en Brasil hubo una ruptura constitucional, porque eso no es cierto, porque yo soy producto de la Constitución", afirmó Temer. EFE/FERNANDO BIZERRA JR

As manchetes dos comentários de Fernando Rodrigues desta sexta-feira são:

Renan Calheiros se torna réu em um processo no Supremo Tribunal Federal. O caso demorou nove anos para chegar a esta fase, que é apenas o início. Como o mandato de Renan Calheiros termina em janeiro agora, a chance de ele perder o cargo é nula.

Michel Temer faz várias rodadas de reuniões com empresários e políticos e promete medidas econômicas em janeiro para tentar minimizar o impacto da recessão. Não está claro o que pode ser feito, mas certamente haverá conflito com a atual equipe econômica. Uma das medidas aventadas é liberar parte do depósito compulsório dos bancos para o crédito. Isso poderia fazer aumentar a inflação.

Ouça os comentários completos AQUI.