0:00
0:00

“Amei de Paixão”: Obra de Fernando Portela tem de tudo

  • Por Izilda Alves/Jovem Pan
  • 18/07/2016 16h26
ReproduçãoReproduçãoLivro de Fernando Portela

Passeando por livrarias, encontrei neste domingo, uma raridade. Eu já tinha lido mas comemorei reencontrar na Cultura, da Paulista, o livro que me fez rir muito nas manhãs do mês passado. AMEI DE PAIXÃO. O autor é Fernando Portela.

Sueli, a personagem principal deste livro é fascinante. Bonita, sensual, surpreende o marido ao declarar: “Você é um mistério. Você é um grande mistério. O maior de todos.” Tem até sequestro nesta história. E fado das paixões impossíveis: “A Dor da Separação”, muito conhecido de descendentes de portugueses, como eu. Fado que faz chorar :”De quem eu gosto nem às paredes confesso”. Mas Vascão, o personagem que canta este fado é muito engraçado .Vive um imenso dilema: é casado mas se apaixonou por outra. E agora? Como segurar um casamento, apaixonado por outra? “Até Nairdes andava prestando atenção no novo comportamento do marido.”

AMEI DE PAIXÃO parece filme: tem conturbado almoço de família , mistério,separação, invasão de casa por bandidos armados, prisões e reflexões sobre relacionamentos que fazem a gente rolar de rir . Surpreende com fado e romance. “Vascão se sentiu enlevado e, por um instante, acreditou que havia pairado no ar. Paixão é assim?“.

No blog do Fernando Portela,  confira sua história, seus livros.