O cineasta Fábio Barreto permanecerá internado em coma induzido, respirando por aparelhos na Unidade Neuro-Intensiva do Hospital Copa D’Or. De acordo com o boletim médico divulgado nesta quarta-feira, o estado clínico dele é grave, porém estável.

O texto diz, ainda, que houve estabilização da pressão intracraniana com as medidas tomadas nos últimos dias e não haverá necessidade de realização de tomografias de crânio neste momento.

Ontem, o cineasta foi submetido a um exame para avaliação do edema cerebral após colocação de cateter de derivação intraventricular. A equipe médica espera que o quadro do cineasta não apresente alterações nos próximos dias para que o sedativo possa começar a ser retirado.

Fábio Barreto dirigiu o filme “Lula, o filho do Brasil”, sobre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao participar de evento no Rio de Janeiro nesta terça-feira, Lula disse que conversou por telefone com familiares do cineasta.

De acordo com o presidente, não é possível fazer visitas quando o paciente está em coma. “A melhor coisa que a gente tem a fazer é rezar e torcer para que o Fábio se recupere rapidamente”, ressaltou.