Jolie teria se oferecido como “isca humana” para capturar assassino

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2017 18h22
Wenn/Frame/FolhapressAlvo seria Joseph Kony, criminoso de guerra chefe de uma guerrilha que tenta estabelecer um governo teocrático em Uganda

O público já está acostumado a ver Angelina Jolie combatendo o crime nas telonas, mas nem imaginava que isso poderia acontecer também na vida real. É o que divulgou o The Sunday Times neste domingo (8). De acordo com documentos secretos supostamente obtidos pela publicação, a estrela se ofereceu para atuar como “isca humana” em uma armadilha planejada por autoridades para capturar um dos homens mais perigosos do mundo.

O alvo seria Joseph Kony, criminoso de guerra escondido na selva e atual chefe de uma guerrilha que tenta estabelecer um governo teocrático em Uganda. Acusado de uma série de crimes humanitários, como assassinatos e estupros, ele está na lista dos 10 mais procurados do planeta pela Corte Penal Internacional (ICC, na abreviação em inglês).

“Ela teve a ideia de convidar Kony para um jantar e, em seguida, prendê-lo”, revelou um e-mail que partiu de um dos promotores da ICC, Luis Moreno Ocampo. “Esqueça as outras celebridades. Ela é a escolhida. Quer muito prender Kony. Está pronta. Provavelmente Brad Pitt irá junto”, disse o texto.

Em uma conversa com a própria Jolie, ele teria explicado que o plano era enviar o então casal à República Centro-Africana com uma equipe das Forças Armadas norte-americanas. E ela teria aceitado a proposta – que, por motivos desconhecidos, não chegou a sair do papel. O The Sunday Times procurou representantes do ICC e da atriz, mas nenhum deles respondeu as solicitações.

O interesse da estrela em causas humanitárias não é de hoje – e nem essa aparente proximidade com Luis Moreno Ocampo. Segundo a reportagem, eles costumavam se falar com frequência pela internet, mas, nos últimos anos, ela parou de respondê-lo. “Querida Angie, espero que esteja bem, sinto sua falta”, diz o último e-mail encontrado.