Diretoras e produtoras de TV pedem cotas de gênero em Hollywood

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2017 18h22
ReproduçãoCineastas discutiram sobre a presença de mulheres atrás das câmeras em evento da Television Critics Association

Diretoras e produtoras de séries em alta, como “American Horror Story”, “The Americans” e “Scandal”, se reuniram em um evento da Television Critics Association nesta quarta-feira (10) para discutir a presença de mulheres por trás das câmeras. Durante o encontro promovido pelo canal FX, de acordo com o Daily Mail, elas pediram cotas de gênero em Hollywood.

“Não quero ter que chegar a dizer que fui contratada por ser mulher, mas talvez neste momento haja a necessidade de cotas”, disse Maggie Kiley, que dirigiu “Sream Queens” e “American Horror Story”.

“Se tiver que ser assim, que seja assim”, completou Rachel Goldberg. “Não somos iniciantes. Apenas precisamos que nos deem uma oportunidade”, emendou ao elogiar o diretor Ryan Murphy. “Ele me confiou um episódio de ‘American Horror Story’ e mudou minha vida”, disse.

No evento, as diretoras ainda relataram os diversos obstáculos que enfrentam para comandar uma produção. “As cotas são necessárias para que as mulheres possam obter um primeiro emprego como produtoras e também para mudar as mentalidades”, reforçou a diretora Meera Menon.

De acordo com o último relatório anual da Universidade da Califórnia de Los Angeles sobre diversidade de gênero em Hollywood, as minorias representam 40% da população americana, mas são somente 10% dos produtores de filmes ou séries. A diferença é maior em relação às mulheres, que são metade da população do país e apenas 10% dos que estão por trás das câmeras.