0:00
0:00

Apresentado no Palmeiras, Keno agradece: “Consegui um bom emprego”

  • Por Estadão Conteúdo
  • 10/01/2017 18h04
BRUNO ULIVIERI/RAW IMAGE/ESTADÃO CONTEÚDOBRUNO ULIVIERI/RAW IMAGE/ESTADÃO CONTEÚDOO atacante Keno vai usar a camisa 27 do Palmeiras
SP - FUTEBOL/PALMEIRAS/KENO - ESPORTES - O atacante Keno é apresentado como novo reforço do Palmeiras após o treino da equipe realizado na Academia de Futebol do clube, na Barra Funda, zona oeste da capital paulista, nesta terça-feira (10). 03/11/2015 - Foto: BRUNO ULIVIERI/RAW IMAGE/ESTADÃO CONTEÚDO

O atacante Keno, de 27 anos, foi o primeiro reforço do Palmeiras a ser apresentado em 2017. Nesta terça-feira, dia em que o elenco iniciou a pré-temporada, o destaque do Santa Cruz no Campeonato Brasileiro do ano passado vestiu a camisa 27 e demonstrou simplicidade na entrevista coletiva, ao dizer que o grande desafio será conseguir ser titular, ficar surpreso ao saber da data do primeiro jogo e agradecer por ter conseguido um emprego melhor.

Tímido diante dos microfones, o autor de dez gols no Brasileiro do ano passado contou que a família se emocionou ao saber que trocaria o rebaixado Santa Cruz pelo campeão nacional. “A família ficou chorando, não acreditou. Quando estava no Santa, acharam que eu ia para time abaixo, mas com força de vontade, fé em Deus e incentivo, consegui um bom emprego”, afirmou.

O reforço assinou contrato até 2020 com o Palmeiras e recebeu a camisa do diretor executivo de futebol, Alexandre Mattos. Keno ficou surpreso na entrevista coletiva ao ouvir em uma pergunta se teria condições de atuar no primeiro jogo do Palmeiras na temporada. “Será dia 21 já, agora?”, questionou sobre a data do amistoso marcado com a Chapecoense, na Arena Condá.

O atacante teve contato com os outros 25 jogadores do elenco que se apresentaram nesta terça. Keno disse que ficou impressionado ao visitar e por poder trabalhar na nova estrutura da Academia de Futebol, que conta agora com modernos equipamentos de musculação e quartos para serem usados como concentração antes das partidas.

Keno admitiu que por chegar no time atual campeão brasileiro, será difícil conseguir uma vaga para começar jogando. “Meu desafio será ganhar a titularidade. Será complicado. Só saiu o Gabriel Jesus. É difícil vir para um time que foi campeão. Falei com os outros que estão chegando e todos falaram que será muito difícil virar titular aqui”, afirmou.

O jogador começou a carreira no América-SE e passou por times como Águia de Marabá, Paraná e São José até jogar no Atlas, do México, onde disputou a Copa Libertadores de 2015. Após essa passagem, voltou ao Brasil e se destacou por Ponte Preta e, no ano passado, pelo Santa Cruz, com dez gols marcados durante o Campeonato Brasileiro.