0:00
0:00

Flamengo leva virada do San Lorenzo no último lance e é eliminado da Libertadores

  • Por Estadão Conteúdo
  • 18/05/2017 00h45
Divulgação ConmebolDivulgação ConmebolAtacante Belluschi bate e marca o gol da virada e da classificação do San Lorenzo diante do Flamengo

O Flamengo sofreu uma virada aos 47 minutos do segundo tempo e foi eliminado da Copa Libertadores ao perder do San Lorenzo por 2 a 1, nesta quarta-feira (17), no estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires. Depois de abrir o placar aos 14 minutos da primeira etapa com Rodinei e levar o empate aos 29 do segundo, o clube carioca tomou um gol nos últimos instantes da partida.

O Atlético Paranaense venceu a Universidad Católica, no Chile, por 3 a 2 e se classificou para a próxima fase em segundo lugar no Grupo 4 – o San Lorenzo ficou em primeiro. Foi a terceira eliminação seguida do clube carioca na fase de grupos da Libertadores – em 2012 e 2014, o clube rubro-negro também não havia conseguido passar desta etapa. O consolo é a ida para a segunda fase da Copa Sul-Americana por ter ficado em terceiro.

O San Lorenzo começou pressionando, como era de se esperar, e muitos torcedores chegaram a gritar gol aos 10 minutos, quando Botta cobrou falta bem próxima da área. A bola passou rente ao gol e foi para fora.

Três minutos depois, o Flamengo aproveitou um contra-ataque, com bela troca de passes entre Everton e Guerrero. Quando tentava dominar na frente do gol, o peruano foi desarmado, caiu e a bola saiu pela linha de fundo, em escanteio. Everton cobrou, Blandi tirou de cabeça e a bola sobrou para Rodinei, que estava fora da área, de frente para o gol. O lateral-direito arriscou um chute de primeira e a bola entrou no canto direito do goleiro Navarro. O estádio argentino se calou: 1 a 0 Flamengo.

Foi o terceiro gol de Rodinei em jogos decisivos ao longo de duas semanas. Há duas semanas, também pela Libertadores, abriu o placar na vitória por 3 a 1 contra a Universidad Católica. Quatro dias depois, na decisão do Campeonato Carioca, o lateral-direito fez o gol da virada contra o Fluminense, garantindo o título rubro-negro.

O San Lorenzo sentiu o gol e perdeu o ímpeto de pressionar. O jogo ficou equilibrado, com muita disputa no meio de campo. O Flamengo teve chances aos 28 minutos, quando Guerrero chutou e Navarro defendeu em dois tempos, e aos 32, quando Berrío escorregou e interrompeu contra-ataque que parecia perigoso.

Depois disso, o San Lorenzo voltou a pressionar, emendando uma sequência de jogadas de perigo. A torcida argentina pediu pênalti em três oportunidades. Belluschi recebeu cartão amarelo por simulação aos 44 minutos, quando caiu na área sem nem sequer ter sido tocado por algum adversário.

No segundo tempo, o Flamengo suportou a pressão inicial do San Lorenzo e apostou em contra-ataques, mas o jogo seguia sem emoções até os 29 minutos, quando Barrios disputou bola na ponta esquerda com Matheus Sávio, levou a melhor e conseguiu cruzar para a área. O zagueiro Angeleri, sozinho, marcou de cabeça, empatando a partida.

O San Lorenzo continuou pressionando e perdeu grande chance de virar aos 44 minutos. Após escanteio, Caruzzo cabeceou para o chão, no canto direito de Alex Muralha. O goleiro rubro-negro fez grande defesa. Dois minutos depois, porém, o gol da virada: após bate-rebate na área, Belluschi dominou no peito e chutou de pé esquerdo, vencendo o arqueiro flamenguista. O jogo terminou no minuto seguinte.

O próximo compromisso do clube carioca vai ser pelo Brasileirão: neste sábado, enfrenta o Atlético Goianiense, em Goiânia, a partir das 19 horas. Depois, na próxima quarta-feira, repete o confronto contra o time rubro-negro goiano, desta vez pela Copa do Brasil. No jogo de ida, no Rio, houve empate em 0 a 0.