0:00
0:00

Árbitro de vídeo teria evitado “gol fantasma” do Panamá, lamenta Conmebol

  • Por Agência EFE
  • 13/10/2017 09h30
EFE/Alejandro Bolívarfutebol, esportes, copa 2018, eliminatórias, panamáPanamá comemora primeira classificação para a Copa do Mundo após vitória contra a Costa Rica

O sistema de vídeo-arbitragem (VAR) teria evitado o gol irregular que classificou o Panamá para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, afirmou nesta quinta-feira o presidente da Comissão de Arbitragem da Conmebol, o brasileiro Wilson Seneme.

“Considero que essa jogada é um exemplo muito claro de que se essa partida tivesse o sistema de vídeo, o jogo teria sido protegido. Não há volta. Sim ou sim, o sistema será implementado no futebol”, afirmou Seneme.

A Conmebol deve utilizar o VAR de forma experimental nas quatro partidas das semifinais da Taça Libertadores. O sistema deve ser mantido nas finais do torneio e também na Copa Sul-Americana.

A entidade começará na sexta-feira um curso de capacitação para 20 juízes para utilizar o sistema.

Diante da polêmica por causa da classificação do Panamá com um gol irregular, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, afirmou que chegou a hora de adotar o VAR no futebol.

“Quando você joga a classificação para o Mundial e essa partida é decidida por um erro importante de interpretação do árbitro, que pode acontecer porque eles são seres humanos e cometem erros como todos, eu acredito que chegou o momento de poder corrigir isso”, disse Infantino sobre o caso.