O secretário-geral do Ministério do Esporte, Luís Fernandes, descartou nesta quarta-feira que a mudança dos apresentadores do sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014 tenha sido motivada por racismo.


Inicialmente, os atores Camila Pitanga e Lázaro Ramos seriam os mestres de cerimônia, mas acabaram substituídos pelos também atores Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert. O caso ganhou repercussão internacional, com suposições sobre os motivos da Fifa para fazer a troca.


"O Brasil tem uma característica de união racial, e nosso governo trabalha contra o racismo. Se tivéssemos identificado qualquer ato de racismo, com certeza teríamos atuado de forma muito firme e contundente. Não encontramos nenhum ato desta natureza", garantiu o representante do governo federal.


O sorteio dos grupos para a Copa do Mundo acontecerá nesta sexta-feira, na Costa do Sauípe, na Bahia. Nele, as 32 seleções conhecerão seus adversários e - exceto o Brasil, já garantido como cabeça de chave do grupo A - saberão os locais em que jogarão as três primeiras partidas.