Mesmo ainda sem ter sido confirmado oficialmente como novo técnico da Argentina, Jorge Sampaoli definiu nesta sexta-feira sua primeira lista de convocados no cargo. A Associação do Futebol Argentino (AFA) divulgou os 20 nomes chamados para os amistosos contra Brasil e Cingapura, e o anúncio veio repleto de novidades.

Horas mais cedo, Sampaoli deu entrevista deixando claro que vai assumir a Argentina após o fim do Campeonato Espanhol. Mas como tem mais uma partida no comando do Sevilla, neste sábado, o treinador ainda não foi oficializado pela AFA. Por isso, a convocação desta sexta foi assinada pelo departamento de seleções nacionais e o comitê executivo da entidade.

Mas não há dúvidas de que foi Sampaoli quem elaborou a convocação e, bem ao seu estilo excêntrico, o treinador promoveu uma série de novidades. A primeira, no número de convocados por posição. Foram somente quatro defensores chamados - entre zagueiros e laterais -, incluindo Mascherano, volante de origem, com seis meio-campistas e sete atacantes, além de três goleiros

Sampaoli também promoveu diversas alterações em relação às convocações de Edgardo Bauza. A principal delas é a entrada de Mauro Icardi, marior destaque da Inter de Milão e que tinha o nome pedido pela torcida argentina há algum tempo. Outros que não vinham tendo oportunidade e foram chamados são o zagueiro Mammana, do Lyon, os meio-campistas Salvio, do Benfica, Guido Rodríguez, do Tijuana-MEX, Paredes, da Roma, e Lanzini, ex-Fluminense e hoje no West Ham, e os atacantes Joaquín Correa, do Sevilla, e Papu Gómez, da Atalanta.

Para chamar tantas novidades, Sampaoli precisava excluir alguns figurões da seleção, e assim o fez. O principal nome deixado de fora da lista foi o atacante Agüero, do Manchester City. Lucas Pratto e Buffarini, do São Paulo, também foi deixado de fora, assim como Funes Mori, Ángel Correa, Enzo Pérez, Lavezzi, entre outros.

A tendência é que Sampaoli ainda chame outros três nomes que atuam no futebol argentino para completar a lista, provavelmente com foco maior na defesa. A seleção vai encarar o Brasil no dia 9 de junho, em Melbourne, e depois Cingapura, no dia 13, em Kallang.

Confira a relação dos convocados:

Goleiros: Romero, Guzman e Rulli

Defensores: Mascherano, Mammana, Mercado e Otamendi

Meias: Salvio, Biglia, Banega, Lanzini, Paredes e Guido Rodriguez

Atacantes: Messi, Higuaín, Joaquin Correa, Alejandro Gomez, Icardi, Di Maria e Dybala