Manchester City vence Bristol de novo e vai à final da Copa da Liga Inglesa

  • Por Estadão Conteúdo
  • 23/01/2018 20h00
Divulgação MCFCJogadores do Manchester City comemoram o triunfo sobre o Bristol e a classificação

O Manchester City garantiu sua vaga na decisão da Copa da Liga Inglesa, nesta terça-feira (23), ao derrotar novamente o Bristol City, desta vez por 3 a 2, na casa do adversário. No jogo de ida, os comandados do técnico Josep Guardiola haviam vencido por 2 a 1.

Na final, marcada para o dia 25 de fevereiro, em Wembley, o City enfrentará o vencedor do duelo entre Arsenal e o Chelsea. No primeiro jogo, houve empate sem gols entre as duas equipes. A partida da volta será disputada nesta quarta-feira, no Emirates Stadium.

Com o resultado, o City disputará sua primeira final sob o comando de Guardiola, que passou em branco em sua primeira temporada à frente da equipe no ano passado. Desta vez, pode faturar o título da Copa da Liga Inglesa e é o franco favorito a levar o Campeonato Inglês, com 12 pontos de vantagem sobre o segundo colocado.

Poupando poucos titulares, como o goleiro brasileiro Ederson, apesar da ligeira vantagem contra o rival da segunda divisão, o City voltou a encontrar dificuldades diante do modesto time do Bristol, responsável pela eliminação do rival Manchester United na fase anterior. Tanto que só conseguiu abrir o placar nos instantes finais da primeira etapa.

Aos 43 minutos, David Silva acreditou na jogada até o fim, na linha de fundo dentro da área, e pressionou o zagueiro, que permitiu a roubada de bola. O meia espanhol acionou rapidamente Leroy Sané, que bateu forte e ainda viu um dos zagueiros completar o chute contra as próprias redes – o árbitro deu o gol para o jogador do City.

Na volta para o segundo tempo, o time visitante não deu tempo para o Bristol respirar. Foi para cima e buscou o segundo gol logo aos quatro minutos. Kevin de Bruyne acertou grande passe para Agüero, que escapou pela direita, entrou na área e bateu forte no canto.

A vantagem era ampla e o City já desacelerava o ritmo, principalmente no ataque. E a postura mais lenta em campo permitiu o primeiro gol do Bristol, aos 19 minutos. Stones vacilou em saída desastrada pela direita e a bola sobrou para o ataque do Bristol, que descontou em cabeçada de Marlon Pack.

Mesmo precisando fazer mais três gols para avançar na competição, o time da casa não desanimou e arrancou o empate aos 46 minutos do segundo tempo, com gol de Aden Flint. Mas o Bristol teve pouco tempo para sonhar com a virada no placar.

Logo na sequência, aos 48 minutos, o Manchester City puxou forte contra-ataque. David Silva acionou Sané, que cruzou da esquerda e De Bruyne, sem qualquer marcação dentro da área, só teve o trabalho de completar para as redes.