Artilheiro do último Brasileirão, Jonas encerrou oficialmente nesta segunda-feira o fim de seu "casamento" com o Grêmio. Pivô de brigas com a torcida no início desta temporada e almejado pelo futebol europeu, o atacante está fora da pré-Libertadores e já tem viagem marcada para a Espanha, onde defenderá o Valencia.

A transferência do quinto maior goleador gremista da história foi concluída após o pagamento da multa rescisória de 1 milhão e 250 mil euros por parte dos "Morcegos".

"Lamentavelmente o jogador Jonas nos informou ontem a noite que está saindo do Grêmio e acertando uma transferência para o futebol espanhol. Entendemos que tínhamos que fazer essa comunicação formal. O Jonas passou por um processo de renovação no ano passado, em março onde acertou com o Grêmio ainda na gestão anterior, um reajuste salarial e um reajuste nos valores de direito de imagem e o pagamento de luvas em favor do atleta", afirmou o vice de futebol tricolor Antônio Vicente.

Mesmo com a expressiva mara de 78 gols em 147 partidas, Jonas nunca foi unanimidade entre os gremistas. A indignação do jogador com o clube ao longo de sua trajetória incluiu gestos ofensivos à torcida e reclamações públicas de que o clube estaria desvalorizando seu futebol. "O Jonas teve um desempenho muito bom nos anos anteriores, mas não foi uma renovação que nós fizemos. Sei que vou ser criticado, mas o novo contrato não foi feito por mim", retratou-se Vicente.