Tendo dificuldades para renovar contratos de alguns jogadores, sobretudo Vilson, Leandro e Márcio Araújo, o Palmeiras começa a se mover no mercado. Depois de acertar com o atacante Rodolfo, do Rio Claro, o clube de Palestra Itália está perto de anunciar as chegadas do lateral direito paraguaio Jorge Moreira, do Libertad, e do meia-atacante Marquinhos Gabriel, do Bahia.


Já pensando no ano do centenário do Verdão, o técnico Gilson Kleina aprovou os possíveis reforços e falou sobre o atleta do Paraguai.


“O (José Carlos) Brunoro já está conversando com o clube do Paraguai. O Moreira chama muito a atenção pela característica. Gosto muito de lateral que seja agudo, que faça bem o lado de campo. Ele tem o confronto até o final da jogada. Característica de marcação é uma reposição muito forte e rápida”, disse. “Haja vista que o lado direito do Libertad chamou a atenção, não só a minha, mas de todos, com Moreira, Mendieta e Nuñez. Tanto que Nuñez e Moreira serviram a seleção paraguaia e o Mendieta esteve em uma pré-convocação. Espero que esse desfecho possa sair da melhor maneira possível. A gente sabe que é jogador que vai agregar grande valor técnico e é isso que importa para o Palmeiras”, prosseguiu Kleina.


O comandante alviverde também comentou a provável vinda de Marquinhos Gabriel, meia-atacante do Bahia, que seria contratado por um banco e, posteriormente, repassado para o Palmeiras.


“O Marquinhos é um jogador da Seleção sub-23. Um jogador de muita qualidade, que faz três funções na frente. Ele é uma meia articulador, que pode jogar pela beirada do campo. É um jovem promissor. Dentro do Bahia já é uma realidade, foi usado muito no Campeonato Brasileiro de Série A. Espero que, se isso acontecer, que ele tenha a adaptação necessária para render dentro do Palmeiras”, finalizou.


A tendência é que o Palmeiras não gaste muito dinheiro com reforços. O planejamento da diretoria do clube é manter a base de 2013 para o ano do centenário e trazer algumas peças para deixar o plantel mais sólido.