O presidente da Ponte Preta, Vanderlei Pereira, confirmou nesta segunda-feira a saída do zagueiro Antônio Carlos para o Palmeiras. O jogador de 23 anos deve ser o sétimo reforço do atual campeão brasileiro para a temporada, já que, segundo o dirigente do clube campineiro, a proposta apresentada pelo time alviverde era impossível de ser igualada.

Antônio Carlos estava emprestado à Ponte Preta pelo Tombense, clube mineiro usado pelo empresário do jogador, Eduardo Uram, para registrar os atletas com que trabalha. "O Antônio Carlos não era da Ponte, estava emprestado. Aí, recebe uma proposta de R$ 180 mil de salário, mais R$ 2,5 milhões do Palmeiras, e acabou vendido", disse o presidente do time campineiro.

Pereira concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira em Campinas para explicar também a situação do atacante William Pottker, pretendido pelo Corinthians. Ao contrário de Antônio Carlos, o jogador vai continuar na equipe, ao menos que apareça alguma proposta do futebol do exterior.

A chegada do zagueiro, quando for concretizada pelo Palmeiras, será a primeira contratação para a defesa. As outras cinco foram o volante Felipe Melo, os meias Guerra, Raphael Veiga, Michel Bastos e Hyoran, mais o atacante Keno. O elenco palmeirense se reapresenta nesta terça para o começo da pré-temporada.