O Palmeiras não contou com o atacante colombiano Miguel Borja no treino da manhã desta segunda-feira na Academia de Futebol. O técnico Eduardo Baptista preferiu deixar o jogador fora da atividade para evitar um possível desgaste muscular excessivo e, assim, não correr o risco de perdê-lo para quarta-feira, quando o time recebe no Allianz Parque o Jorge Wilstermann, da Bolívia, pela Copa Libertadores.

O colombiano entrou no segundo tempo da partida de sábado contra o São Paulo, pelo Campeonato Paulista, e, nesta segunda, cumpriu uma programação específica para se recuperar. No trabalho em campo reduzido, outra baixa foi o lateral-direito Fabiano. Titular no clássico, ele correu em volta do gramado e deve ser reserva na quarta-feira, pois o titular da posição, Jean, é quem deve retornar ao time. 

A equipe vai concluir a preparação para o jogo na terça-feira, em treino fechado na Academia de Futebol. A principal novidade para quarta será a presença do zagueiro Mina, ausente da estreia da equipe na Libertadores, contra o Atlético Tucumán, na última semana. O colombiano teve de cumprir suspensão por ter sido expulso no ano passado. Também retornam ao time Edu Dracena e Zé Roberto, que foram poupados do clássico.

A partida com a equipe boliviana será a primeira do Palmeiras como mandante pela Libertadores. Segundo a parcial de ingressos divulgada na sexta-feira, 29 mil ingressos haviam sido vendidos. Após esse compromisso, o Palmeiras só volta a campo pela competição continental no dia 12 de abril, quando receberá o Peñarol, do Uruguai.