De um lado o São Paulo de Rogério Ceni, do outro o Ituano comandado pelo ex-zagueiro Roque Júnior. Um duelo de pentacampeões no estádio Morumbi na tarde deste sábado. Apesar do histórico dos treinadores, a partida deixou a desejar, principalmente por parte dos donos da casa, que criaram poucas chances e quase foram surpreendidos pelo time de Itu.

Diferente das últimas partidas disputadas em casa, quando buscava pressionar o time visitante, contra o Ituano o São Paulo não conseguiu se impor. Além de não atacar, o time comandado por Rogério Ceni tinha dificuldades para marcar nos minutos iniciais e permitiu que o Ituano chegasse com perigo ao gol defendido por Renan Ribeiro.

Com o passar do tempo, o ritmo de jogo do time de Itu diminuiu e o Tricolor passou a ter o controle do jogo, mas sem criar muitas oportunidades de gols. Apenas aos 42 minutos, em uma subida ao ataque de Bruno, que o Tricolor balançou a rede. O lateral recebeu de Pratto na ponta direita e cruzou para Cueva, que livre de marcação, bateu rasteiro e marcou.

O São Paulo promoveu duas mudanças no intervalo. Douglas deixou o jogo para dar lugar a João Schmidt, recuando Jucilei para à zaga e Júnior Tavares entrou na vaga de Buffarini, que já tinha cartão amarelo. Apesar das substituições, quem voltou melhor foi o Ituano, que logo no primeiro minuto quase empatou com Simião, que parou em Renan Ribeiro.

O lance animou o time visitante, que seguiu no ataque. Simião era o jogador que mais levava perigo a defesa Tricolor. Aos 12 recebeu na entrada da área e bateu para fora, assuntando os torcedores no Morumbi. Três minutos depois, após cobrança de falta de Morato, Renan Ribeiro soltou e Simião marcou. Porém, o bandeira indicou impedimento e o gol foi anulado.

Só que na sequência, aos 16, o camisa 7 do Ituano conseguiu enfim igualar o marcador. Morato lançou Igor nas costas de Breno e o atacante bateu em cima do goleiro são-paulino. Na sobra, Simião apareceu livre e só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo da rede, para a alegria do técnico Roque Júnior.

Logo após sofrer o empate, Rogério Ceni tentou corrigir os erros do time e promoveu a entrada de Wellington Nem no lugar de Cícero. No entanto, a mudança demorou para surtir efeito. Somente aos 29 minutos que o Tricolor respondeu. Bruno levantou na área para Pratto, que subiu mais que o marcador e testou a bola na trave direita de Fábio.

Com um time mais ofensivo, o São Paulo acabou oferecendo espaço para os visitantes, que chegaram com perigo novamente. Aos 34, Morato recebeu na intermediária, entrou na área driblando, mas ao finalizar acabou se atrapalhando e o chute saiu fraco. Renan Ribeiro colocou a bola para escanteio. Na cobrança, Lima cabeceou e o goleiro defendeu com o rosto.

A partir daí, o Ituano recuou e passou a segurar o empate. Ao São Paulo restou pressionar em busca do gol da vitória, mas desordenado o time de Rogério Ceni não conseguiu alcançar o objetivo e o resultado permaneceu em 1 a 1. A torcida Tricolor ficou na bronca e vaiou o time na saída de campo.

O São Paulo volta a jogar agora pelo Campeonato Paulista na próxima quarta-feira, fora de casa. O Tricolor vai até a cidade de Ribeirão Preto encarar o Botafogo no estádio Santa Cruz, às 21h45min. Já o Ituano entra em campo um dia antes, em casa, no estádio Novelli Júnior, para enfrentar o Linense, às 19 horas.

Opinião JP

Para Bruno Prado, o São Paulo esteve mais próximo de perder o jogo do que de ganhar, já que o time encontrou muitas dificuldades para colocar em pratica o futebol que vinha apresentando nas partidas anteriores pelo Paulistão e Copa do Brasil. Para o comentarista da Jovem Pan, o duelo contra o Ituano, foi a pior exibição do São Paulo na temporada.

“O Ituano foi melhor que o São Paulo. Teve mais oportunidades de gols, tanto que Renan Ribeiro foi o destaque da partida. E quando o goleiro é destaque da partida, isso não é um bom sinal. O São Paulo teve dificuldade de aproximar os setores, deixando um buraco no meio. Foi uma partida muito ruim do São Paulo, coletivamente. E isso preocupa”, analisou.

Ouça os gols da partida entre São Paulo e Ituano: