A chapa “Avança São Paulo”, que conta com Carlos Miguel Aidar como candidato a presidente e tem apoio de Juvenal Juvêncio teve maioria de votos nas eleições de conselho do clube, realizadas neste sábado, no Morumbi. Com voto de associados, incluindo o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin, as eleições tiveram recorde de participações, com 3004 votos válidos, vitória da situação, que elegeu 49 cadeiras, contra 31 da oposição, na chapa de Kalil Rocha Abdalla.


Com o resultado, Carlos Miguel Aidar deve ser eleito o novo presidente do São Paulo no dia 16, assumindo o lugar de Juvenal Juvêncio. Já falando como eleito, Aidar conversou com a Jovem Pan e assumiu compromissos de melhorias no estádio, garantiu que o São Paulo será campeão em 2014 e alfinetou o Corinthians, oferecendo o Morumbi para abertura da Copa.


“Minhas primeiras canetadas, em termos administrativos, serão a contratação de uma empresa para fazer diagnostico e modelo de gestão empresarial, montar uma estrutura de gestão, rever a estrutura de futebol, mudar a diretoria de futebol e criar novas, como a diretoria feminina e a diretoria comercial”.


Em termos de futebol, Aidar prometeu montar um grande time, para ser campeão em 2014. Já fora do Paulista, Aidar disse que pedirá aos jogadores uma motivação extra para a partida da próxima quarta-feira, contra o CSA, pela Copa do Brasil, pois será a última de Juvenal Juvêncio como presidente do clube.


Em termos de Copa do Mundo, Aidar já havia falado que, simbolicamente, o Morumbi seria a estádio da abertura da Copa, remetendo ao último amistoso que o Brasil fará, no dia 6 de junho, contra a Sérvia, antes da estreia contra a Croácia, no dia 12. Mas ele reforçou que, em de problemas na Arena Corinthians, o estádio do São Paulo estará à disposição.


“Se de repente o Estádio da Odebresch não fica pronto, a cobertura ou a arquibancada móvel, ou se der algum outro problema e espero que não haja, não torço para isso, o Morumbi estará à disposição, ofereço gentilmente a partir do dia 16, quando assumo a presidência”.


Ele ainda alfinetou o Corinthians, dizendo que o clube ainda não pagou pelo novo estádio, e disse que, caso a Arena não fique pronta, a Fifa precisará de uma alternativa, e o amistoso do dia 6 de junho poderá ser um teste para o Morumbi. “Temos mais de 50 camarotes, é um estádio maravilhoso. Não tem cobertura, mas vou fazer, assim como a arena multiuso e estacionamento para dois mil carros. É um compromisso meu com sócio e torcedores”.