Neymar é Palmeiras, mas e os outros? Confira o time do coração de grandes craques

  • Por Jovem Pan
  • 12/10/2017 08h30
Apesar de foto já rodar na internet há anos, Neymar admitiu que torcia pelo Palmeiras somente esse ano

Como todos os apaixonados por futebol, os jogadores têm sim algum clube de coração, aquele time que na infância – e ainda hoje – o fez comemorar as vitórias e lamentar as derrotas.

Na última semana, Neymar resolveu revelar o seu. Vestiu a camisa, declarou idolatria pelo goleiro “São” Marcos e aproveitou os treinos da Seleção Brasileira na Academia de Futebol alviverde para admitir que seria “um prazer” jogar pelo Palmeiras um dia.

Motivada com a revelação do astro do PSG e também com o Dia das Crianças, comemorado nesta quinta-feira (12), a Jovem Pan vasculhou os baús para contar qual o time que mexeu com o coração dos craques quando eles ainda nem sonhavam com tanta fama e sucesso. E por que não sonhar com eles defendendo seu clube, torcedor?

Palmeirenses

Sabe aquela dupla que deu tanta alegria aos santistas no começo desta década? Pois é, tanto Neymar quanto Paulo Henrique Ganso são palmeirenses.

Além dos dois, o Verdão também conta com a torcida (e quem sabe um dia com o reforço) dos atacantes Hulk e Diego Costa.

Outro jogador da Seleção que vibrava com o Alviverde na infância é o zagueiro Jemerson, do Monaco.

Corintianos

Que tal ter dois zagueiros da Seleção no seu time? O Corinthians pode sonhar com isso, afinal Marquinhos e David Luiz já afirmaram torcer para o Alvinegro do Parque São Jorge.

E até atletas formados nos rivais poderiam defender o Corinthians. O volante Casemiro, revelado pelo São Paulo, também foi corintiano, assim como Gabriel Jesus, que “virou a casaca” quando entrou nas categorias de base do Palmeiras. O alagoano Roberto Firmino também faz parte do “bando de loucos”.

São-paulinos

O São Paulo já tentou contratar dois grandes torcedores, o volante Ralf e o atacante Nilmar, mas também já dispensou outros dois, que se formaram na base do clube: o meia Oscar e o goleiro Ederson.

Além deles, o tricolor pode contar, algum dia, com Daniel Alves. O lateral já falouvárias vezes que jogaria pelo time do Morumbi, contrariando seu pai, que sempre quis vê-lo no Palmeiras.

Daniel Alves, hoje lateral do PSG, quando era criança

Santistas

Se Jadson e Henrique Dourado optassem por jogar no time de coração, o Santos estaria muito bem servido de batedores de pênalti. Goleiro também não seria problema para o Alvinegro, que conta com a torcida de Jefferson, do Botafogo.

Dois jogadores que construíram boa parte da carreira no exterior, Fernandinho, do Manchester City, e Andreas Pereira, do Valencia, também acompanham os jogos na Vila Belmiro de longe.