Adversário do Santos fez jogo “furioso” e está mal no Campeonato Argentino

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2018 15h44
DivulgaçãoColombiano Otero é um dos destaques do Estudiantes

Apesar de ser um clube tradicionalmente forte na Copa Libertadores, o Estudiantes de La Plata não está em um bom momento. O time tem feito uma campanha decepcionante no Campeonato Argentino e passou por um jogo nervoso recentemente. Agora será adversário do Santos na competição sul-americana, nesta quinta-feira (5), às 21h30 (de Brasília), em La Plata.

Esse “empate furioso”, como chamou o jornal “Olé”, da Argentina, foi o jogo mais recente do Estudiantes, realizado no sábado (31), contra o Vélez Sarsfield. O time da La Plata saiu na frente, com gols do experiente Mariano Pavone e do artilheiro do time, Otero. Além disso, o adversário teve um jogador expulso ainda no 1º tempo, Luis Abram.

Parecia que tudo ia caminhar para uma vitória tranquila do Estudiantes. Mas o Vélez quase fez milagre: anotou três gols e virou o placar. Só não saiu com a vitória porque Facundo Sanchez deixou tudo igual aos 33min do 2º tempo.

Com esse resultado, o Estudiantes completou três jogos sem vencer no Argentino e está em 10º lugar. Ainda sonha com uma vaga na Copa Libertadores de 2019, mas corre risco de ficar fora até da Sul-Americana, já que a zona de classificação vai até o 11º colocado.

Na Libertadores de 2018 o Estudiantes está melhor: jogou mal na estreia, mas o resultado foi bom, um empate por 0 a 0 com o Nacional-URU. Depois conseguiu uma vitória imponente sobre o Real Garcilaso, por 3 a 0, em casa. Com isto virou líder do Grupo 6, com 4 pontos. O Peixe tem 3.

O Santos precisa tomar cuidado especialmente com o já citado Otero, que é o artilheiro do time no Argentino, com 7 gols em 14 jogos. Trata-se de um jovem colombiano promissor. Na defesa o ponto forte é o experiente goleiro Mariano Andújar, que já foi convocado pela Argentina para duas Copas do Mundo. O time é formado por outros veteranos também, como Rodrigo Braña e até Leandro Desabato, aquele que cometeu injúria racial contra Grafite em 2005 e hoje está com 39 anos. O Santos tem um time formado por muitos jovens, então esse contraponto entre experientes e garotos será uma tônica na partida.