0:00
0:00

Lyon “apaga” violência de torcidas, faz 2 no fim e vence Besiktas na Liga Europa

  • Por Estadão Conteúdo
  • 13/04/2017 19h52
Divulgação UEFADivulgação UEFAJogadores do Lyon comemoram o gol da vitória emocionante sobre o Besiktas

Se a prévia foi tensa, realçando os piores temores de violência e terror que pairam sobre toda a Europa, o jogo entre Lyon e Besiktas recolocou o futebol em seu devido lugar. E, em uma partida alucinante, com os dois gols da virada marcados em menos de dois minutos, o time francês aproveitou o mando de campo, ganhou por 2 a 1 e pode até empatar no jogo da volta das quartas de final da Liga Europa.

Mas, antes da festa, houve o caos. Pouco antes do início do jogo, marcado para as 16h05, torcedores do time turco invadiram o campo após fogos de artifício serem lançados em sua direção. O gramado ficou repleto de pessoas e a briga – que havia se iniciado já fora do estádio – ameaçou se generalizar. O presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas, precisou entrar em campo com forças policiais para restabelecer a calma.

Com quase 45 minutos de atraso, enfim, o jogo teve início. E faria recompensar todo o temor causado pela confusão. Apático e visivelmente afetado pela briga, o Lyon começou mal e sofreu um gol logo aos 15: o brasileiro Anderson Talisca fez boa jogada e deixou Babel em boa condição para abrir o placar.

No segundo tempo, com os ânimos mais tranquilos, o Lyon melhorou, passou a dominar o jogo e criou chances sucessivas. Os erros de pontaria, contudo, sucediam-se e pareciam que sacramentaria a vitória do Besiktas.

Mas, já aos 38, Tolisso aproveitou cruzamento na área e empatou o duelo. E, apenas dois minutos depois, o goleiro Fabri fez uma lambança: após receber um recuo, tentou driblar dois adversários e foi interceptado por Morel, que roubou a bola e só tocou para o gol vazio.

A partida da volta será disputada na próxima quinta-feira, na Turquia, e os duelos de semifinal serão definidos posteriormente, por sorteio.