O terceiro dia de testes coletivos da pré-temporada da Fórmula 1 repetiu a disputa acirrada entre os carros da Mercedes e da Ferrari em Barcelona nesse início das atividades preparatórias para o campeonato. E dessa vez quem se deu melhor foi a equipe atual campeã mundial, que recebeu nesta quarta-feira a visita do alemão Nico Rosberg e viu o seu substituto, o finlandês Valtteri Bottas, liderar as atividades, ainda que só tenha participado da sessão matutina.

Bottas e o alemão Sebastian Vettel, que treinou pela Ferrari, superaram a marca de 1min20 nesta quarta, sendo mais rápidos do que qualquer volta registrada em fim de semanas de GP desde que o Circuito da Catalunha passou pela reformulação do seu traçado.

A melhor das marcas foi de Bottas, com o tempo de 1min19s705, quando ele utilizava os pneus ultramacios, considerados mais rápidos, mas que também se desgastam mais rapidamente. Já Vettel, utilizando os compostos macios, registrou a o tempo de 1min19s952, sendo que ele foi o piloto a mais registrar voltas nesta quarta-feira - 139.

A disputa entre os carros de Mercedes e Ferrari só foi ofuscada pelo desempenho decepcionante de Lance Stroll, que fará a sua estreia na Fórmula 1 pela Williams na temporada 2017. O canadense bateu na curva 5 da pista espanhola, encerrando precocemente o dia de testes da equipe inglesa. E Stroll fechou a quarta-feira em uma modesta nona colocação, sendo 2s6 mais lento do que Bottas, com o tempo de 1min22s351.

O australiano Daniel Ricciardo teve problemas com a sua Red Bull na sessão vespertina. Ainda assim, conseguiu terminar o dia na terceira colocação, com o tempo de 1min21s153. Assim, ficou logo à frente do dois pilotos da Renault. O britânico Jolyon Palmer, mesmo com uma rodada na curva 3 no período da manha, foi o quarto colocado, com 1min21s396, enquanto o alemão Nico Hulkenberg, que participou da sessão da tarde, ficou em quinto lugar, com 1min21s791.

Único piloto a dar mais de cem voltas - 126 - nesta quarta-feira, além de Vettel, o sueco Marcus Ericsson foi o sexto colocado, com 1min21s824. Ele foi seguido pelo inglês Lewis Hamilton, que treinou no período vespertino pela Mercedes e fez o tempo de 1min22s090. E o francês Romain Grosjean, da Haas, foi o oitavo, com 1min22s118.

Dessa vez livre de problemas, o espanhol Fernando Alonso completou 72 voltas com a sua McLaren, recuperando um pouco do tempo perdido nos dias anteriores e ficou na modesta décima posição, mesmo sendo o único piloto, além de Bottas, a treinar com os pneus ultramacios, registrando a marca de 1min22s598.

O espanhol Carlos Sainz, que rodou na curva 4, e o russo Daniil Kvyat, fecharam o dia na 11ª e na 13ª posição, respectivamente, com o mexicano Alfonso Celis, piloto reserva da Force India, ficando entre eles na classificação.

O primeiro período de testes da Fórmula 1 se encerrará nesta quinta-feira no Circuito da Catalunha. Depois, as equipes voltarão a treinar na pista de Barcelona entre os dias 7 e 10 de março. A temporada 2017 começará com a realização do GP da Austrália, em 26 de março.