O ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher se encontra em estado crítico, após um acidente de esqui em que se envolveu em um dos centros de esqui mais conhecidos dos Alpes franceses.


Ele sofreu um traumatismo craniano após bater a cabeça em uma pedra e, ao chegar ao hospital, teve de ser submetido a cirurgia neurológica imediata, informa nota oficial do hospital Grenoble, onde Schumi está internado.


"Schumacher sofria um traumatismo craniano grave com coma durante sua chegada, o que exigiu imediatamente uma intervenção neurocirúrgica", divulgou o Centro Hospitalar Universitário de Grenoble em comunicado, no qual acrescentou que o ex-piloto se encontra "em estado crítico".


Os médicos reponsáveis pelo tratamento do ex-piloto darão uma entrevista para a imprensa às 8h da próxima segunda (horário de Brasília). 

Trata-se do primeiro boletim médico oficial sobre o estado de saúde do ex-atleta, que sofreu um acidente esquiando fora de pista na estação alpina de Méribel, onde tem uma residência particular. Ele usava capacete no momento da queda


As informações contrariam indícios iniciais apontados pelo diretor-geral da estação onde se deu o acidente, Christophe Gernignon-Lecomte, que dizia não ser grave.


Os serviços de socorro intervieram 8 minutos depois e o transferiram de helicóptero ao hospital de Moutiers, acrescentou o diretor-geral da estação. Segundo ele, o alemão, de 44 anos, encontra-se bem, mas muito agitado.

A porta-voz de Schumi, Sabine Kehm, detalhou depois que o heptacampeão não estava sozinho quando sofreu a queda e acrescentou que ninguém mais se envolveu no acidente. De acordo com a emissora "France Info", o ex-piloto estava acompanhado de seu filho de 14 anos.

O alemão tem uma casa na estação de Méribel, que faz parte do conjunto conhecido como os "Os Três Vales", um dos centros de esqui mais conhecidos dos Alpes franceses.


O cirurgião Gérard Saillant, um especialista neurologista amigo do ex-piloto se dirigiu de Paris até Grenoble, de acordo com o jornal francês L'Équipe. Ainda de acordo com o periódico, a esposa e os três filhos do heptacampeão também se encontram no local. 


Cinco esquiadores morreram neste fim de semana na França, todos praticando o esporte fora de pista, o que levou as autoridades a pedir prudência pois as atuais condições meteorológicas favorecem os acidentes.