Neste sábado, o Teatro Mágico apresenta em São Paulo sua mais nova turnê, chamada ‘Tudo em uma Coisa Só’. Os shows vêm no ano em que o grupo, que é independente, comemora 12 anos de estrada e Fernando Anitelli, criador da banda, destaca: “se deu certo para a gente, não é uma exceção, é uma possibilidade”.

Isso, porque o Teatro Mágico é um grupo que segue sem gravadora, intencionalmente, confiando apenas no talento de seus integrantes para o sucesso da banda. “O que é muito interessante essa geração criativa de músicos, compositores compreenderem que a internet é uma ferramenta a favor dessas pessoas todas. ‘A internet está aí para derrubar’, ela não está para derrubar ninguém. Ela, na verdade, está aí para democratizar o espaço público de música. Se a música não é tocada, se ninguém ouve, ela não existe”, diz Anitelli.

Ainda conversando com a Cris e o Flávio, Fernando explicou que a opção por trabalhar de forma independente vem justamente de uma má experiência que ele teve. “Antes de eu montar o Teatro Mágico, tinha um grupo de música brasileira e a gente foi contratado por uma gravadora que, na época, prometeu aquilo tudo”, contou. “E na verdade não é isso. A gente estava gravando a oitava ou nona música do CD e o dono lá falou ‘você faz tudo em versão de forró’. Nessa briga, a gente acabou engavetado e ficamos sem gravar três anos. Na época não existia a tecnologia em rede, acrescentou o artista.

Então, o Teatro Mágico surgiu graças a uma ação do pai de Fernando. “A banda acabou e meu pai virou para mim falando que colocou todas as minhas músicas na rede. Eu perguntei ‘por que você fez isso, pai?’, e ele disse ‘porque não é um cara engravatado que vai dizer se o seu trabalho é bom. É público fazendo fila na porta, é gente se interessando pelo seu trabalho’”, lembrou Anitelli.

“E nascia ali, naquela paixão de um pai coruja pelo trabalho de um filho, o DNA da música livre, que é justamente essa coisa de esparramar e propagar. Quem se interessar pelo trabalho, vai comparecer no show, vai se interessar pelos desdobramentos da música”, contou o criador do grupo.

 O show do Teatro Mágico tem hora e espaço na Rua Bento Branco de Andrade Filho, 400, às 22h. Para os interessados, os ingressos custam a partir de R$80,00.