Após polêmica, COB aprova participação de 12 atletas em assembleias

  • Por Estadão Conteúdo
  • 06/12/2017 14h41

EFE

Aumento da presença de atletas nas assembleias do COB havia sido vetada na primeira votação

Por unanimidade, a Assembleia Geral Extraordinária do Comitê Olímpico do Brasil (COB) aprovou na tarde desta quarta-feira (6) a ampliação da representatividade de atletas nas reuniões do comitê. A partir de agora, eles terão 12 assentos nas assembleias da entidade, pleito que era defendido por organizações ligadas a atletas.

Ao todo, 29 membros com direito a voto participaram da assembleia desta quarta. Os representantes da CBF e da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) chegaram após a votação ter sido realizada, enquanto que a de tênis (CBT) não enviou representante.

A Assembleia Geral Extraordinária desta quarta-feira – a segunda em duas semanas – foi convocada após o risco de a primeira parar na Justiça, além da repercussão negativa que teve perante entidades ligadas a atletas. No último dia 22, dirigentes contrários à ideia de ampliar a representatividade para 12 atletas aproveitaram a ausência do presidente da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) – que precisou sair mais cedo, mas havia registrado seu voto a favor da mudança – para anular seu voto e aprovar uma proposta que previa apenas cinco cadeiras aos atletas.

O encontro dessa quarta era para deliberar sobre um recurso interposto pela CBRu e para realizar nova votação. No início do encontro, contudo, o presidente da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE), Durval Balen, pediu a palavra e disse que não seria necessário apreciar o recurso. Na sequência, foi aberta a votação e todos aprovaram o aumento para 12 atletas nas assembleias.