Em jogo movimentado, Warriors batem Pelicans de virada na NBA

  • Por Estadão Conteúdo
  • 05/12/2017 09h29

Twitter/Reprodução

Curry fez 31 pontos, mas preocupou os torcedores por conta de um torção no tornozelo

Em jogo movimentado, o Golden State Warriors buscou grande virada na noite desta segunda-feira (5) ao superar o New Orleans Pelicans pelo placar de 125 a 115, fora de casa, em rodada da NBA. Os atuais campeões chegaram a estar perdendo por uma diferença de 21 pontos, ao fim do primeiro tempo. No entanto, contaram novamente com a liderança de Stephen Curry.

Curry, que deu um susto na torcida nos minutos finais da partida, teve atuação discreta na primeira metade do jogo. Mas compensou tudo no terceiro quarto, quando anotou 15 dos seus 31 pontos na partida. Foram ainda 11 assistências. No mesmo período, ele chegou a sua cesta de número 2.000 de três pontos.

Ele alcançou a marca em 597 partidas disputadas, tornando-se o recordista histórico ao atingir a marca com o menor número de jogos. São 227 partidas a menos que o segundo colocado da lista. A noite, contudo, não foi perfeita para o astro porque ele sofreu torção no tornozelo direito nos instantes finais da partida. Exames de raios x realizados ao fim da partida não constataram lesão.

Apesar do brilho, Curry teve a companhia inspirada dos companheiros. Foram 22 pontos de Klay Thompson. Draymond Green e Kevin Durant anotaram 19 cada. Durant acabou sendo excluído da partida no último quarto, após a segunda falta técnica. O mesmo aconteceu com o rival DeMarcus Cousins, maior destaque do Pelicans em quadra.

Ele liderou a equipe com seus 19 pontos e 11 rebotes. Jrue Holiday foi o cestinha da equipe e da partida, com 34 pontos. Ele e E’Twaun Moore, com seus 27 pontos – melhor marca da sua carreira -, foram os responsáveis pela ampla vantagem criada pelos Pelicans no primeiro tempo.

A grande atuação do trio, contudo, não evitou a quarta derrota em cinco jogos da equipe na temporada regular da NBA. Com o revés, os Pelicans seguem com 12 vitórias e agora tem o mesmo número de derrotas, figurando em 8º lugar da Conferência Oeste, dentro da zona de classificação aos playoffs.

Já os Warriors seguem na busca pelo topo. Com 19 triunfos e seis derrotas, é o vice-líder da tabela, atrás somente do Houston Rockets, que não entrou em quadra nesta noite.

Do lado Leste, líder e vice-líder venceram mais uma. Disparado com a melhor campanha da temporada, o Boston Celtics bateu o Milwaukee Bucks por 111 a 100, longe de sua torcida. Kyrie Irving não foi o cestinha da partida, mas foi o responsável por conduzir os visitantes, com seus 32 pontos. Al Horford também brilhou ao registrar um “triple-double” de 20 pontos, nove rebotes e oito assistências.

Mas ninguém mais marcou tantos pontos no confronto quanto Giannis Antetokounmpo. O grego anotou 40 pontos. Jayson Tatum contribuiu com 17 pontos, 14 deles somente no primeiro quarto. Aron Baynes, por sua vez, anotou 10.

Os Celtics chegaram à 21ª vitória na temporada, tendo ainda quatro derrotas. Lidera, assim, a Conferência Leste, apesar da reação do Cleveland Cavaliers no campeonato.

Os atuais vice-campeões alcançaram o 12º triunfo consecutivo ao superarem o Chicago Bulls por 113 a 91, fora de casa. Kevin Love liderou os visitantes com um “double-double” de 24 pontos e 13 rebotes, e acabou ofuscando LeBron James, responsável por 23 pontos, sete rebotes e seis assistências. Dwayne Wade, jogando contra seu ex-time, saiu do banco de reservas para marcar 24 pontos. Jeff Green registrou 14 pontos.

Pelo lado dos Bulls, o destaque foi Kris Dunn, com 15 pontos. Justin Holiday e Robin Lopez marcaram 14 cada. O brasileiro Cristiano Felício esteve em quadra por apenas 11 minutos, mas contribuiu com seis pontos. A 19ª derrota na temporada manteve os Bulls na última colocação da Conferência Leste, com apenas três vitórias.

Outro jogador do Brasil a entrar em quadra nesta segunda foi Raulzinho. Saindo do banco de reservas, ele anotou oito pontos, pegou quatro rebotes e deu cinco assistências na vitória do Utah Jazz sobre o Washington Wizards por 116 a 69, fora de casa. A equipe de Utah ocupa a sétima colocação do lado Oeste, com 13 triunfos e 11 derrotas, dentro da zona de classificação aos playoffs.