0:00
0:00

Federer sobe para 3º e Marcelo Melo é oficializado como número 1 das duplas

  • Por Estadão Conteúdo
  • 17/07/2017 12h09
EFEMarcelo Melo conquistou o torneio de Wimbledon pela primeira vez no último final de semana

A ATP oficializou nesta segunda-feira (17) o retorno do brasileiro Marcelo Melo à liderança do ranking individual das duplas. Campeão em Wimbledon ao lado do polonês Lukasz Kubot, o tenista mineiro subiu duas posições e retomou a posição no topo. Na lista de simples, o suíço Roger Federer deixou o quinto posto e assumiu o terceiro, atrás do escocês Andy Murray e do espanhol Rafael Nadal.

É a segunda vez que Melo ocupa a primeira posição do ranking das duplas. A primeira aconteceu em 2015, quando fez grande temporada, com direito ao primeiro título de Grand Slam da carreira, em Roland Garros. Em Wimbledon, Melo faturou seu segundo Slam da carreira.

Melo ascendeu no ranking ao alcançar os 9.220 pontos, deixando para trás o finlandês Henri Kontinen (7.940) e o australiano John Peers (7.620). O título em Wimbledon aumentou a vantagem de Melo e Kubot na liderança de duplas e assegurou a classificação deles para o ATP Finals, torneio que encerra a temporada e conta com os oito melhores tenistas de simples e as oito melhores duplas do ano, em Londres.

O brasileiro Bruno Soares manteve a sexta colocação, após queda na segunda rodada em Wimbledon, com 6.340 pontos. Jogando ao lado do escocês Jamie Murray, Soares ainda busca a classificação para o ATP Finals.

No ranking de simples, Andy Murray segue liderando, apesar da queda nas quartas de final. O britânico, contudo, viu a vantagem na liderança cair para apenas 285 pontos, em relação a Rafael Nadal. Murray poderá perder não somente a primeira posição como também outras colocações se se afastar do circuito, como indicou ao fim de Wimbledon. Por conta de dores no quadril, ele cogita até cirurgia no local.

Neste caso, facilitaria o retorno de Nadal e Federer na briga pela liderança, o que não acontece há pelo menos três anos. O suíço subiu para o terceiro posto, desbancando o sérvio Novak Djokovic para a quarta colocação, ao vencer em Wimbledon pela oitava vez no domingo.

Enquanto Federer subiu duas posições, o compatriota Stan Wawrinka perdeu duas. Figura agora em quinto lugar. Vice-campeão em Wimbledon, o croata Marin Cilic manteve a sexta colocação. Já o austríaco Dominic Thiem e o japonês Kei Nishikori ganharam um posto cada. O canadense Milos Raonic, eliminado nas quartas de final, caiu dois lugares, para nono, ao não defender o vice-campeonato do ano passado. E o búlgaro Grigor Dimitrov voltou ao Top 10.

NOVO NÚMERO 1 DO PAÍS – O Brasil tem um novo número 1 a partir desta segunda. Rogério Dutra Silva desbancou Thomaz Bellucci ao subir para o 64º posto, ganhando cinco posições. Está apenas uma posição à frente do compatriota, que sofreu uma dura queda de dez colocações. Thiago Monteiro perdeu três postos e aparece agora em 103º.

Confira a lista dos 20 primeiros colocados do ranking:

1º – Andy Murray (ESC), 7.750 pontos
2º – Rafael Nadal (ESP), 7.465
3º – Roger Federer (SUI), 6.545
4º – Novak Djokovic (SER), 6.325
5º – Stan Wawrinka (SUI), 6.140
6º – Marin Cilic (CRO), 5.075
7º – Dominic Thiem (AUT), 4.030
8º – Kei Nishikori (JAP), 3.740
9º – Milos Raonic (CAN), 3.310
10º – Grigor Dimitrov (BUL), 3.160
11º – Alexander Zverev (ALE), 3.160
12º – Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.805
13º – Gael Monfils (FRA), 2.775
14º – David Goffin (BEL), 2.605
15º – Tomas Berdych (RCH), 2.570
16º – Pablo Carreño Busta (ESP), 2.350
17º – Jack Sock (EUA), 2.290
18º – Lucas Pouille (FRA), 2.255
19º – Roberto Bautista Agut (ESP), 2.245
20º – Nick Kyrgios (AUS), 1.940

64º – Rogério Dutra Silva (BRA), 708
65º – Thomaz Bellucci (BRA), 702
103º – Thiago Monteiro (BRA), 524
137º – João Souza (BRA), 410