Provocado no sábado, Vettel rebate Hamilton: “o que vai, volta”

  • Por Estadão Conteúdo
  • 25/03/2018 12h23
Diego Azubel/EFEVettelSebastian Vettel ganhou o GP da Austrália, a primeira corrida da temporada na Fórmula 1

Sebastian Vettel começou a temporada 2018 da Fórmula 1 no topo. Neste domingo, ele venceu o GP da Austrália, primeira etapa do calendário, ao superar o rival Lewis Hamilton com uma “ajuda” do safety car, que o permitiu assumir a liderança. O próprio alemão admitiu que a sorte foi fundamental para o resultado da prova.

“Nós tivemos um pouco de sorte com o momento que o safety car entrou e, obviamente, isso foi chave para nossa vitória. Mas, no ano passado, tivemos outras provas em que a sorte foi para o outro lado. Funcionou para nós desta vez. Hoje foi o nosso dia”, declarou Vettel.

Hamilton largou na pole neste domingo e ocupava a liderança até a 20.ª volta, em que realizou seu primeiro pit stop e voltou em segundo, atrás justamente do alemão, que, por sua vez, ainda teria que parar. Foi aí que a sorte ajudou Vettel. Na 26.ª volta, o carro de Romain Grosjean parou na pista, o safety car precisou ser acionado e o alemão aproveitou para parar, o que o permitiu voltar ainda na ponta.

Não bastasse ver sua estratégia funcionar, Vettel ainda pôde responder à provocação de Hamilton. No sábado, ao cravar a pole, o inglês celebrou o fato de “tirar o sorriso do rosto” do alemão, que não deixou por menos neste domingo: “o que vai, volta”.

Mas não foi apenas de comemoração o domingo para Vettel. O próprio piloto admitiu que a Ferrari ainda está longe do ideal e cobrou evolução para as próximas provas para tentar acabar com a hegemonia da Mercedes, que venceu as últimas quatro temporadas da Fórmula 1.

“Preciso ter um pouco mais de confiança no carro, que não está onde queremos ainda. Há muito trabalho a fazer, mas é ótimo ter ambos os carros no pódio. O carro ainda está um pouco complicado, então, temos lição de casa para fazer. Precisamos resolver alguns problemas”, considerou.