Sem estrelas, Zé tenta “seduzir” Garay, mas volta à Seleção é improvável 

  • Por Jovem Pan
  • 29/03/2018 08h00 - Atualizado em 28/03/2018 19h09
Divulgaçãofernanda garay, garay, sheilla, fabiana, josé roberto guimarães, vôleiFernanda Garay, Sheilla, José Roberto Guimarães e Fabiana. Destes, só o treinador permanece na Seleção Brasileira feminina de vôlei

A proximidade do Campeonato Mundial fez José Roberto Guimarães consultar a sua extensa lista de contatos. O nome procurado? Fernada Garay. A conversa com a ponteira de 31 anos, no entanto, não agradou ao treinador. Do papo, veio a confirmação de que uma volta à Seleção Brasileira está praticamente descartada. 

“Ela me disse que tem outros planos para o futuro, como gravidez e ficar mais próxima da família”, revelou Zé Roberto, em entrevista exclusiva ao comentarista Flavio Prado, da Rádio Jovem Pan. “Nessa conversa, eu disse a ela: ‘pelo menos fica com um pé dentro da Seleção, para o futuro’. Mas… Vamos ver. Eu espero que ela continue, mas admito que tem grande propensão de ficar de fora”. 

Campeã olímpica em 2012, Fernanda Garay anunciou em abril do ano passado que tiraria um período sabático da Seleção. Ela tinha casamento marcado (o matrimônio aconteceu em outubro) e queria se dedicar à família. Desde então, nunca mais foi convocada. 

O problema, no entanto, é que José Roberto Guimarães sente falta de Garay. A ponteira do Praia Clube é considerada uma das jogadoras mais talentosas de sua geração e era vista como peça importante para liderar a renovação da Seleção – estrelas como Sheilla, Fabiana e Fabi se aposentaram do time nacional após os Jogos Olímpicos do Rio, e outras, como Dani Lins, Jaqueline, Fabíola e Thaísa, não foram convocadas no ano passado, seja por questões pessoais, seja por lesões. 

“Ela (Garay) é uma jogadora que, se não voltar para a Seleção, a gente perde muito. E, infelizmente, eu acho que ela realmente vai se afastar”, lamentou Zé. 

No ano passado, apenas três campeãs olímpicas foram convocadas para a Seleção Brasileira: Natália, Tandara e Adenízia.  

O Campeonato Mundial, cujo título a equipe verde-amarela ainda não possui, será realizado entre 29 de setembro e 20 de outubro, no Japão. Até lá, o telefone de Fernanda Garay muito provavelmente tocará de novo… O que José Roberto Guimarães espera é que, desta vez, o teor da conversa seja diferente. Caso contrário, o ciclo para Tóquio-2020 será duramente abalado. 

Fernanda Garay