0:00
0:00

Soares e Murray perdem na final e ficam com o vice nas duplas em Tóquio

  • Por Estadão Conteúdo
  • 08/10/2017 12h09

Reprodução Twitter

Dupla Jamie Murray e Bruno Soares bateu na trave pela 3ª vez seguida; Ben McLachlan e Yasutaka Uchiyama ficaram com título em Tóquio

O brasileiro Bruno Soares e o escocês Jamie Murray tiveram que se contentar com o vice-campeonato do Torneio de Tóquio, neste domingo. Na final da competição japonesa, de nível ATP 500, eles foram derrotados pelos anfitriões Ben McLachlan e Yasutaka Uchiyama por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6 (7/1).

Foi o segundo vice-campeonato seguido de Soares e Murray na temporada. Eles também foram derrotados na última final que disputaram, no Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos. Agora, a dupla soma três títulos e três vices neste ano.

Na final deste domingo, Soares acabou sendo batido pela mesma dupla que havia derrotado, ao lado de Marcelo Melo, no duelo entre o Brasil e o Japão, pelos playoffs da Copa Davis, no mês passado. Naquele jogo, também disputado em solo japonês, em Osaka, os brasileiros venceram por 3 sets a 0.

Em Tóquio, Soares não conseguiu repetir a dose ao lado do seu parceiro fixo. “Foi uma boa semana no Japão. Infelizmente perdemos na final, mas jogamos super bem todos os jogos. Hoje os caras mereceram. Estou feliz em começar essa gira longa com uma final”, avaliou o brasileiro, que vai disputar o Masters de Xangai, na China, na próxima semana.

Um dos tenistas brasileiros mais vitoriosos da história, Soares é dono de 26 troféus de nível ATP e soma ainda 25 vice-campeonatos.

CHAVE DE SIMPLES – Na outra chave do Torneio de Tóquio, o belga David Goffin levantou o troféu ao derrotar na final o francês Adrian Mannarino por 6/3 e 7/5. Com o resultado, o tenista de 26 anos se reabilitou da derrota sofrida na final que disputou na capital japonesa, no ano passado.

O atual número 11 do mundo faturou seu segundo título consecutivo na temporada. No fim de semana passado, foi campeão em Shenzhen, na China. Agora ele soma quatro títulos na carreira Com o troféu obtido neste domingo, o belga voltará ao Top 10 do ranking. Também alcançará o oitavo posto na corrida do ano, em busca da vaga no ATP Finals, que vai reunir os oito melhores tenistas do ano, em Londres, em novembro.