0:00
0:00

No Chile, Corinthians volta a vencer “La U” e avança na Copa Sul-Americana

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 10/05/2017 23h41
EFEEFEJadson comemora o segundo gol do Corinthians diante da La U

Em noite de Cássio, Jadson e Rodriguinho, o Corinthians avançou à segunda fase da Copa Sul-Americana ao vencer o Universidad de Chile por 2 a 1, no estádio Nacional, em Santiago. Se na defesa o goleiro segurou as pontas e evitou ótimos momentos do time chileno, na frente os meias alvinegros brilharam com gols e belas jogadas.

O time comandado por Fábio Carille entrou em campo com o placar de 2 a 0 do primeiro jogo a favor e ciente de que, se mantivesse a sua força defensiva, mesmo sem o titular Pablo, daria um grande passo pela vaga. E essa eficiência na zaga tem sido a tônica do Corinthians na temporada. Assim, o time brasileiro começou o duelo esperando o rival e apostando nos contra-ataques.

Em boa fase após o título paulista, o Corinthians parece sempre saber o momento certo de definir. Isso quase aconteceu logo no início, quando Jadson chutou de fora da área, o goleiro Johnny Herrera só olhou e a bola bateu na trave. Depois, Cássio fez pelo menos duas ótimas defesas, na cabeçada de Mora e no chute de Ontivero.

E foi segurando a pressão dos donos da casa que o Corinthians chegou ao primeiro gol. Aos 36 minutos, Cássio deu um chutão para a frente e a bola chegou em Rodriguinho. Ele ajeitou, partiu em velocidade, limpou seus marcadores e mandou no canto, abrindo o placar em linda jogada individual.

Com este gol, o Universidad de Chile precisava fazer quatro gols para reverter a situação. O time tentou reagir após o intervalo, mas logo aos 10 minutos o Corinthians fez o segundo. Rodriguinho recebeu e invadiu a área. Chutou, a bola tocou nos jogadores chilenos e sobrou para Jô. Ele tocou para Jadson, livre, mandar para o gol vazio.

Já com uma boa vantagem, o Corinthians diminuiu o ritmo e viu os chilenos pressionarem. Aos 18 minutos, após um cruzamento de Beausejour, Mora marcou de cabeça e deu um novo ânimo para a equipe chilena, que quase empatou quando Espinoza chutou na trave.

Opinião JP

Para o time da Jovem Pan, que transmitiu o duelo entre Universidad de Chile e Corinthians pela primeira fase da Copa Sul-Americana, a classificação alvinegra foi tranquila e os méritos são quase que todos do técnico Fábio Carille.

“2 a 1 foi um resultado legal, mas poderia ter sido um 2 a 2. Foi uma classificação tranquila do Corinthians, diante de um adversário que joga bonito, mas que não tem a mesma eficiência”, disse o comentarista Flávio Prado.

O narrador Nilson César fez elogios a postura do time e disse que o Corinthians se coloca como favorito na Sul-Americana. “O Corinthians entra em campo e a gente sabe como o vai jogar. O Corinthians tem um time duríssimo a ser batido e com 2 ou 3 reforços, é um dos favoritos”.

Ouça os gols da partida entre Universidad de Chile e Corinthians: