0:00
0:00

Assista ao vivo

Só Palmeiras não tem mundial? Decisão da Fifa “tira” título de Santos, Fla e mais

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2017 17h50
VOLTA REDONDA, RJ, 18.11.2012: FLAMENGO x PALMEIRAS - Torcedor do Palmeiras - Partida entre Flamengo x Palmeiras, válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol 2012, realizado no Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira (Cidadania), neste domingo (18), em Volta Redonda. (Foto: Wagner Meier/AGIF/Folhapress)Wagner Meier/AGIF/FolhapressTorcida do Palmeiras chora rebaixamento quase certo do Palmeiras após empate no fim do Flamengo no Rio

Nesta sexta-feira, a Fifa confirmou por meio de um comunicado enviado ao jornal O Estado de S. Paulo que a entidade máxima do futebol considera oficialmente campeões mundiais apenas os times que conquistaram estes títulos no atual formato do torneio, disputado a partir de 2000.

Sendo assim, a piada do “não tem mundial” deixa de ser exclusividade do Palmeiras e passar a valer também para outros times que conquistaram a Copa Intercontinental, realizadas entre as décadas de 1960 a 2000 com os vencedores da Libertadores e da Liga dos Campeões.

Entre os brasileiros que agora não têm mais mundial estão Santos, Flamengo e Grêmio. O Peixe conquistou o Intercontinental em 1962 e 1963, com um time formado por craques históricos como, Gilmar, Zito, Coutinho, Pelé e Pepe.

Já o Flamengo, liderado por Zico, conquistou o Intercontinental em 1981 ao bater o Liverpool na decisão, enquanto o Grêmio, de Renato Gaúcho levou a melhor sobre o Hamburgo e conquistou a competição em 1983.

Quem não tem mais o título validado pela Fifa é o Boca Juniors-ARG, campeão intercontinental em 1977, 2000 e 2003, Peñarol-URU (1961, 1966 e 1982), Nacional-URU (1971, 1980 e 1988), e Indepediente-ARG (1973 e 1984), times tradicionais da América do Sul.

Equipes europeias também entram na lista dos que “não tem mundial”. É o caso da Juventus-ITA, campeã intercontinental em 1985 e 1996, Porto-POR (1987 e 2004), Ajax-HOL (1972 e 1995) e Atlético de Madrid-ESP (1974).

Reconhecimento

Apesar de considerar oficialmente campeões mundiais apenas os times que conquistaram o título a partir de 2000, a Fifa reconhece o Torneio Internacional de Clubes Campeões, conhecido popularmente como “Copa Rio” e vencido pelo Palmeiras em 1951, como o primeiro campeonato entre clubes de âmbito internacional. O mesmo vale para os campeões das Copas Intercontinentais.

No comunicado enviado ao jornal O Estado de S. Paulo, a entidade diz que “A Fifa reconhece e valoriza as iniciativas de estabelecer competições de clubes de dimensões mundiais ao longo da história. Esse foi o caso de torneios envolvendo clubes europeus e sul-americanos, como a pioneira Copa Rio, jogada em 1951 e 1952, e a Copa Intercontinental”.

A Fifa justifica ainda que, apesar do reconhecimento e elogios, não poderia reconhecer estes torneios como oficiais pois não contavam com a participação de representantes de todos os continentes. “Os vencedores dessa competição, que passou a ser organizada anualmente a partir de 2005, são aqueles considerados oficialmente pela Fifa como campeões mundiais de clubes”, diz a entidade.

Segundo O Estado de S. Paulo, a resposta da nova administração da Fifa é diferente da recebida em 2015, na época em que a entidade ainda era comandada por Joseph Blatter. Na ocasião, a Fifa apenas confirmou que a Copa Rio foi o primeiro torneio entre clubes de dimensão mundial, mas não diferenciou os vencedores daquela época para os do atual formato.

Portanto, de acordo com a decisão da nova administração da Fifa, os únicos times a serem oficialmente campeões mundiais são os seguintes: Barcelona-ESP (2009, 2011 e 2015), Real Madrid-ESP (2014 e 2016), Corinthians-BRA (2000 e 2012), Bayern de Munique-ALE (2013), Internazionale-ITA (2010), Manchester United-ING (2008), Milan-ITA (2007), Internacional-BRA (2006) e São Paulo-BRA (2005).