0:00
0:00

Vaiado, São Paulo perde para o Atlético-MG no Morumbi

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 18/06/2017 17h57 - Atualizado em 29/06/2017 00h42
Maurício Rummens / Fotoarena / Estadão ConteúdoMaurício Rummens / Fotoarena / Estadão ConteúdoMarcinho marcou o gol que deu o empate ao São Paulo

Marcinho marcou o gol que deu o empate ao São Paulo

O São Paulo amargou o seu terceiro jogo sem vitórias no Brasileirão. Desta vez no Morumbi, o Tricolor foi derrotado pelo Atlético-MG por 2 a 1, caindo assim para a 12ª colocação.

A primeira chance mais perigosa veio logo no primeiro minuto, numa cabeçada de Militão que foi para fora. A resposta do Atlético-MG foi contundente. Ao tentar tirar da defesa, Lucão afastou mais, o time mineiro recuperou a bola, que logo sobrou para Cazares. O meia bateu de fora da área e abriu o marcador.

Em desvantagem, o São Paulo sabia que precisava reagir, mas o trio de zagueiros vinha mal na partida e Cícero exibia um futebol burocrático. As melhores chances ocorriam pelo lado direito, nas subidas de Marcinho ao ataque. Pratto teve chance de empatar aos 30, mas chutou para fora. Pouco depois, Marcinho cruzou e o próprio Pratto perdeu outra ótima chance, na cara do gol.

O time da casa tentava encontrar espaços, mas o Atlético-MG se mantinha recuado e tentava apostar nos contra-ataques. Em outra jogada, Marcinho cruzou e Wellington Nem não alcançou. E, antes do intervalo, Elias e Rafael Moura tiveram boas chances, mas não conseguiram ampliar a vantagem.

Na etapa final, o técnico Rogério Ceni colocou Thiago Mendes no lugar de Nem. E o empate saiu em um gol relâmpago, logo aos 46 segundos, quando Marcinho recebeu de Junior Tavares e tocou na saída do goleiro Victor. A equipe paulista quase virou o duelo com Pratto, que cabeceou com perigo após cruzamento de Cueva.

O confronto ficou aberto e a defesa do São Paulo continuava errando muito e perdendo bolas bobas, possibilitando o contra-ataque dos mineiros. Ceni abriu mão dos três zagueiros, sacando Militão do time, enquanto Roger tirou Robinho para a entrada de Luan, a fim de dar um fôlego novo para o poder ofensivo do Atlético-MG.

Numa cabeçada contra a própria meta, Cícero mandou para o gol e Renan Ribeiro espalmou. E numa bola que sobrou na área, Lucão tentou tirar e mandou em Rafael Moura, que só teve o trabalho de mandar para o gol. A partir daí, toda vez que pegava na bola Lucão era vaiado. O São Paulo tentou até o final, mas não conseguiu empatar.

Com a vitória, o Atlético-MG se desprende da zona de rebaixamento, com nove pontos. O próximo compromisso atleticano é contra o Sport, em Belo Horizonte. Já o São Paulo, com 10 pontos, viaja até Curitiba para enfrentar o Atlético-PR.

Opinião Jovem Pan:

Na opinião do comentarista Flávio Prado, o São Paulo até jogou melhor que o Atlético-MG, mas a falta de sorte tem prevalecido: “Não só pela luta e empenho, o São Paulo criou mais chances. Só o Lucas Pratto saiu quatro vezes na cara do gol e não conseguiu marcar. O time está com um azar tremendo”, afirmou Flávio.

Ouça os gols da vitória atleticana em cima do São Paulo: