0:00
0:00

Vettel supera pilotos da Mercedes e lidera teste da F-1; Massa fica em penúltimo

  • Por Estadão Conteúdo
  • 09/03/2017 17h17
EFEEFESebastian Vettel levou a melhor sobre os pilotos Lewis Hamilton e Valtteri Bottas

Em uma nova demonstração de força da Ferrari nesta pré-temporada da Fórmula 1, Sebastian Vettel liderou nesta quinta-feira o sétimo dia de trabalhos coletivos de pista das equipes no Circuito da Catalunha, em Barcelona, onde também foi o piloto que mais voltas deu na pista, com 156 ao total.

O alemão garantiu a primeira posição ao cravar o tempo de 1min19s024 no melhor giro que fez no autódromo espanhol. Desta forma, o tetracampeão mundial ficou à frente de Lewis Hamilton, segundo colocado com a sua Mercedes ao marcar 1min19s352.

O inglês tricampeão mundial, entretanto, percorreu exatamente três vezes menos voltas do que Vettel, com 52 ao total, sendo que o alemão foi quem mais quilometragem acumulou em um mesmo dia de treinos desde o início desta pré-temporada, cuja primeira bateria de testes aconteceu na semana passada.

Vettel marcou a volta mais rápida do dia enquanto sua Ferrari utilizada pneus ultramacios da Pirelli, com os quais foi mais de três décimos de segundo mais rápido do que Hamilton, que treinou apenas pela manhã e depois cedeu o seu monoposto para o finlandês Valtteri Bottas participar da sessão de treinos da tarde.

E Bottas, mesmo tendo rodado bem mais do que o inglês, com 95 voltas, terminou a quinta-feira na modesta oitava colocação entre os 13 pilotos que foram para a pista ao longo de todo o dia. Ele fez o seu melhor giro em apenas 1min21s819 e assim foi quase dois segundos e meio mais lento do que Hamilton.

Vettel e Hamilton, por sua vez, foram os únicos que conseguiram andar na casa de 1min19s nesta quinta. Quem ficou mais próximo dos dois pilotos foi o jovem francês Esteban Ocon, da Force India, terceiro mais rápido do dia ao cravar 1min20s161 na melhor das 137 voltas que deu no circuito espanhol.

Já a quarta posição foi conquistada pelo russo Daniil Kvyat, que sofreu com problemas técnicos de sua Toro Rosso na primeira parte do dia, mas depois fechou os trabalhos de forma positiva ao cronometrar 1min20s416.

Com 94 voltas ao total, Kvyat assim se posicionou logo à frente do dinamarquês Kevin Magnussen, que com sua Haas garantiu o quinto lugar ao marcar 1min20s504. Com a equipe nanica, ele foi inclusive mais rápido do que o australiano Daniel Ricciardo, apenas o sexto colocado com a sua Red Bull ao cravar 1min20s824. E mesmo com o fato de Ricciardo ter rodado mais do que o dinamarquês (128 voltas a 119).

O belga Stoffel Vandoorne, da McLaren, foi o sétimo colocado em outro dia frustrante para a tradicional equipe inglesa, que teve o seu carro afetado por problemas elétricos. Por causa dos mesmos, ele deu apenas 48 voltas ao longo dia e fez a sua melhor volta em 1min21s348. Na última quarta-feira, o espanhol Fernando Alonso também já havia perdido tempo na garagem da equipe em razão de problemas na sua McLaren e ficou em 12º lugar ao fim do dia.

Penúltimo

Depois de ter liderado o primeiro dia da semana de testes, na terça-feira, Felipe Massa amargou um 12º e penúltimo lugar, com o lento tempo de 1min24s443. Ele só ficou atrás do seu novo companheiro de equipe, o jovem canadense Lance Stroll, que percorreu sua melhor volta em 1min25s887.

Massa também foi pior do que o alemão Pascal Wehrlein (Sauber), o britânico Jolyon Palmer (Renault) e o sueco Marcus Ericsson (Sauber), respectivos nono, décimo e 11º colocados nesta quinta-feira.

Ficou claro, porém, que a Williams não se preocupou neste treino em fazer seus pilotos andarem com o carro em condições para cravar voltas em ritmo de classificação. Pelo contrário, a equipe testou o monoposto com o tanque cheio para analisar o comportamento do mesmo em uma configuração de corrida.