0:00
0:00

“Vocês deram sobrevida ao meu avô”, agradece neto de senhor que emocionou o Palmeiras

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2017 14h10
Reprodução / FacebookReprodução / FacebookNuno Pantarotto ao lado do avô

Nuno Pantarotto ao lado do avô

“Futebol é muito mais que um jogo”. A frase pode parecer clichê, mas se aplica perfeitamente à história de Antônio Bernardi, que emocionou a internet nesta semana.

Aos 80 anos – e oito dias após passar por uma cirurgia cardíaca – ele foi ao novo estádio do Palmeiras pela primeira vez e acompanhou a vitória arrepiante do time contra o Jorge Wilstermann, com gol no último minuto, na estreia em casa pela Libertadores.

O responsável por acompanhar Sr. Antônio ao Allianz Parque foi o seu neto, o corintiano Nuno Pantarotto. Em entrevista exclusiva ao Esporte em Discussão desta sexta-feira (17), Nuno explica como surgiu a ideia de levar o avô para conhecer o estádio e o drama até a realização.

“Terça-feira passada, meu avô teve um problema de coração, veio a São Paulo para se submeter a uma cirurgia. Aí no domingo quando fui visitá-lo, a gente estava conversando sobre futebol e ele falou que não tinha ido nunca ao Allianz Parque. Eu tentei comprar um ingresso para ele, mas só tinha os setores normais, e por mais que eu quisesse levá-lo, eu não poderia levá-lo no meio da confusão, da torcida normal. Então eu fiz uma campanha no Facebook, postei em grupo e o pessoal começou a marcar um monte de gente do Palmeiras, jogadores, todo mundo possível. No mesmo dia entrou em contato comigo conselheiros do Palmeiras e o pessoal da TV Palmeiras,  falaram que iam arranjar os ingressos e na hora foi uma surpresa para a gente, gravamos a matéria e daí foi aquilo que vocês viram, aquela emoção toda”, conta Nuno.

No vídeo, Sr. Antônio aparece completamente emocionado com o gol que saiu somente no último lance da partida. “Emocionalmente foi o melhor jogo que tive até hoje. Para mim foi um teste extraordinário, eu vim com uma cirurgia no coração faz oito dias, com a recomendação médica de não participar do jogo nem assistir. Mas participamos, aplaudimos, vibramos e fomos compensados no último minuto com o gol”, afirma Sr. Antônio à TV Palmeiras.

Nuno garante que seu avô está bem e feliz com o jogo de quarta: “enquanto ele estiver junto eu vou aproveitar o máximo destes momentos, ele ficou muito feliz e acho que tanto pra mim quanto para ele, foi o dia mais emocionante da vida nossa. Vocês deram sobrevida ao meu avô”, agradece.

Oito dias antes de milhares de corações quase pifarem no Allianz Parque por 96 minutos, 80 anos de batidas quase pararam no hospital. Seu Antonio foi operado do coração palestrino. Um sucesso. Oito dias depois, quase 10 anos ausente do Palestra, ele e seu repaginado peito foram conhecer o Allianz Parque. A TV Palmeiras mostrou tudo. Da emoção da nova e bela e velha casa ao grito de paixão pelo gol de Mina. O abraço do mais jovem em lágrimas pelo milagre de quem sabe que só acaba quando termina. Os braços abertos de quem já passou por mais dificuldades em 80 anos. Já viu todos os títulos e aquelas quedas que também entupiram veias e os veios dos dias de ouro. Ele pedia no vídeo o gol no começo do jogo. Mas foi mesmo “no último minuto”, como se pode ler nos lábios dele. Como será escrito nos nossos livros. Como ele deve ter pensado nos últimos dias que poderiam acabar 80 anos no último minuto de Palmeiras. O Allianz Parque renovado como o espírito e o coração. A esperança que é verde, que é a última bola, que é frase feita. O sonho que seu Antonio desejava e que, há oito dias, talvez não fosse mais possível. Mais nada. Mas que nada! Seu Antonio deixou o hospital. Deixaram ele vir ao manicômio-ambulatório da Água Branca. Ele deixou tudo na arquibancada. Os olhos são verdes como tudo na nossa casa. Mas foi o olhar do seu Antonio que guiou o cruzamento de Róger Guedes e o carrinho do Mina. O Palmeiras não ganhou só o jogo. O Palmeiras não perdeu o seu Antonio. Agora se explica todo o sofrimento. Era apenas um teste para cardíaco. Literal. Não é loteria. É futebol. E nada é mais futebol para quem tem o mesmo batimento cardíaco que seu Antonio que o nosso Palmeiras. Veja na @tvpalmeirasfam mais uma bela história de amor.

Uma publicação compartilhada por Mauro Beting (@maurobetingoficial) em