Flávio Rocha tem 53 anos e é o presidente do Grupo Riachuelo. Rocha cursou Administração de Empresas na FGV (incompleto), além da Harvard Bussiness Schol (Program for Management Development e Strategic Retail Management). Foi Deputado Federal de 1986 a 1994, Constituinte de 1986 a 1988 – Autor da Emenda Constitucional do "Imposto Único".

O que fazer por um Brasil Melhor?

Rocha afirma ter visto três fatos importantes no nosso país: a conquista da democracia brasileira, a conquista da estabilidade monetária e a superação da nação da grande desigualdade social do passado, tornando-se hoje um país de classe média.

O presidente das lojas Riachuelo ainda citou o "grande inimigo público do Brasil", que é o "custo Brasil". "É a nossa ineficiência, um governo pesado, maior carga tributária do mundo, tudo aqui custa o dobro, o tripo, do que custa o mesmo produto lá fora. É a partir deste consenso que nós vamos recobrar a competitividade perdida no Brasil", disse o presidente do Grupo Riachuelo.

Quando questionado sobre "o Brasil ter jeito", Rocha afirmou que as manifestações do último ano são "a nossa esperança". "A população está alerta ao problema, está motivada. Está vendo o governo como um provedor de serviços como outro qualquer, do qual tem que ser cobrado eficiência, produtividade", opinou.

Confira a íntegra da declaração do presidente do Grupo Riachuelo no áudio acima.