0:00
0:00

PF desmonta quadrilha que contrabandeava cigarros do Paraguai com ajuda de policial

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2017 09h34
DivulgaçãoEstão sendo cumpridos 18 mandados de prisão

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (13) a Operação Saturnismo, que busca desarticular organização criminosa, que tem como atividade o contrabando de cigarros e de anabolizantes, além do descaminho de eletrônicos.

Os cigarros e as mercadorias eram trazidos do Paraguai, sendo temporariamente armazenados em galpões ou outros imóveis alugados, ou mesmo nas residências dos membros da quadrilha. Depois os produtos ilegais eram entregues aos comerciantes receptadores.

Estão sendo cumpridos 23 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de prisão e 6 mandados de condução coercitiva, em residências, estabelecimentos comerciais e na base da Polícia Militar Rodoviária de Araraquara. A ação de ocorre nas cidades de Araraquara, Matão e São Carlos, no interior de São Paulo, e Campo Mourão e Maringá, no Paraná.

Participam da operação 90 policiais, com apoio da Receita Federal e da Corregedoria da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Um policial militar rodoviário era responsável, dentro da organização criminosa, por repassar informações aos demais membros da quadrilha, utilizando-se inclusive do telefone da própria base rodoviária.

A Justiça Federal de Araraquara, que autorizou as ações, determinou também o bloqueio de contas bancárias e a indisponibilidade de bens, imóveis e veículos de investigados envolvidos nas ações criminosas.

Saturnismo é o nome dado à intoxicação por chumbo. Estudos clínicos indicaram que os cigarros de origem paraguaia possuem concentração desse elemento muito superior aos cigarros vendidos legalmente no Brasil, explica a PF.