Sete pessoas foram presas pela Polícia Militar, durante a madrugada desta terça-feira, na Avenida dos Funcionários Públicos, que fica no Jardim Ângela, zona Sul de São Paulo, porque estariam planejando novos ataques contra bases da corporação. Eles estavam em uma casa, identificada após denúncia anônima, e responderão por formação de quadrilha. A primeira informação repassada aos policiais falava sobre um desmanche no local, o que justifica a apreensão de dois veículos roubados.

Só uma arma foi encontrada mas, como os oficiais foram recebidos com “uma chuva de balas”, é forte a chance de que alguns membros do grupo (que faria parte do Primeiro Comando da Capital, já que o estatuto do grupo foi recolhido dentro da casa) tenha fugido por um matagal que fica nos fundos do imóvel. Cinco dos sete homens detidos já possuíam alguma passagem pela polícia.