Prefeito de Jundiaí confirma morte de 67 macacos em decorrência de Febre Amarela

  • Por Jovem Pan
  • 07/11/2017 16h51
Reprodução-FacebookPrefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado (PSDB-SP) confirma que meta é imunizar 95% da população até o final do ano

A Febre Amarela ainda causa alerta, principalmente no interior de São Paulo, com o aumento de mortes de macacos nas regiões de Jundiaí e Sorocaba. O número já passa de 90 e a vacinação foi reforçada nas áreas rurais das cidades.

Em entrevista à Jovem Pan, o prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado (PSDB-SP), reconhece que a situação é extremamente preocupante e desde abril a cidade tem realizado mutirões de vacinação. “Já identificamos 190 animais mortos em nossa cidade. Desses, 67 estão confirmados com a febre amarela. Por ser o macaco o sentinela, aquele que primeiro que sente o reflexo da Febre Amarela, nós tivemos o cuidado de ampliar a imunização à nossa população”, explicou.

“A circunstancia demanda muitos cuidados e responsabilidade. O caminho mais fácil para se livrar desse problema é a imunização”, completou o prefeito.

Luiz Fernando Machado revela ainda que outros 30 macacos aguardam resultados e 58 foram classificados como inadequados para análise. O que tende a aumentar o número de casos.

Questionado sobre a vacinação junto à população local, o prefeito acredita que as doses fornecidas pela Secretaria de Estado da Saúde são suficientes, pois 89% da população já está imunizada. Mas a meta é chegar a 95% até o final do ano. “Não temos registros, aqui em Jundiaí, de Febre Amarela em humanos. De 9 a 25 de outubro, nós imunizamos cerca de 57 mil pessoas com campanhas juntos aos servidores, em escolas e faculdades. Somos estratégicos em termos de estado para conter o avanço da doença à capital”, explicou.

Casos em Itatiba

Luiz Fernando Machado destacou também o trabalho em conjunto com outras seis prefeituras da região, que formam o Aglomerado Urbano de Jundiaí (Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Jarinu, Louveira, Itupeva, Cabreúva e Jundiaí). Mas a preocupação maior é com o município de Itatiba, que já registrou dois casos em humanos. “As cidades têm conversado por meio desse Fórum, que é o Aglomerado Urbano de Jundiaí, mas infelizmente já temos em um município do entorno dois casos constatados, um vindo a óbito e outro já identificado e sendo cuidado”, revelou.

Machado recomenda que a população busque os postos de vacinação, que funcionarão até o horário das 20h para atender aqueles que trabalham em horário comercial. “ Iniciamos esse trabalho em abril e só vamos parar no final do ano. Se a vacina está disponível e se o vírus está constatadamente em circulação, inclusive em humanos, é necessário que a população se previna”, finalizou o prefeito.

*Com informações do repórter Thiago Uberreich