A boate Bahamas será reaberta neste final de semana depois de ter sido interditada em 2007, época do maior acidente da aviação civil brasileira, envolvendo o avião da TAM, na zona sul da capital paulista.

O estabelecimento ficou famoso depois que a prefeitura de São Paulo alegou que o local atrapalha as operações no aeroporto de Congonhas por estar exatamente na rota dos aviões. Além da boate, localizada em Moema, zona sul da cidade, um hotel do mesmo dono também foi impedido de prosseguir com suas operações normais.

A casa noturna volta a funcionar depois que a Justiça de São Paulo determinou na semana passada que a prefeitura paulistana deveria conceder permissão para reabrir a boate, que está interditada com blocos de concreto desde 2007. A decisão foi tomada em 31 de maio e o estabelecimento, que deveria ser reaberto em 10 dias, já terá o funcionamento restabelecido neste final de semana.

Oscar Moroni, 61 anos, proprietário da boate, moveu uma mandado de segurança contra a administração do prefeito Gilberto Kassab (PSD). Por maioria de votos, a Justiça decidiu favoravelmente à solicitação dele.