O desrespeito ao ciclista poderá dar multa de até R$ 574 a motoristas a partir de maio, mas medida é insuficiente para reduzir acidentes, dizem especialistas.

Nesta semana, a CET vai instalar 243 faixas em viadutos e avenidas de São Paulo, alertando os condutores paulistanos sobre as novas punições. A Companhia de Engenharia de Tráfego vai fiscalizar três artigos já existentes no Código de Trânsito Brasileiro e aplicá-los a favor dos ciclistas. O objetivo da iniciativa é tentar reduzir o número de ocorrências com usuários de bicicletas na capital paulista.

Somente no ano passado, quarenta e nove ciclistas morreram no trânsito paulistano, segundo a CET. Entretanto, o fato da lei ser utilizada de forma adaptada poderá gerar recursos favoráveis aos motoristas infratores.

O diretor da ONG Ciclocidade, Thiago Benicchio, vê de forma positiva a medida que será implantada a partir de 14 de maio. Entretanto, Thiago Benicchio disse ao repórter Anderson Costa que o ideal seria a aprovação de leis que contemplassem de forma específica o ciclista.

O diretor da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, Dirceu Rodrigues Alves, acha que a medida não vai reduzir o número de acidentes com ciclistas. Dirceu Rodrigues Alves defendeu que é preciso uma mudança na cultura do cidadão em relação à mobilidade.

Dirigir muito perto de bicicletas, fechar no trânsito, cortar na frente do ciclista e colar na traseira serão as infrações fiscalizadas. Ao todo, 2.400 agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego vão trabalhar nesta operação.