A revista britânica The Economist divulgou neste sábado (26) um artigo a respeito da relação entre a internet e a pornografia.

Com a facilidade em encontrar informações, e até mesmo conteúdo pornográfico de forma geral, o número de sites adultos e seu tráfego de dados "explodiu". A The Economist diz que existem entre 700 milhões a 800 milhões de páginas individuais que abordam o tema - a maior parte delas nos Estados Unidos.

O PornHub, um dos mais conhecidos, afirma ter tido cerca de 80 bilhões de visualizações de vídeos apenas no ano de 2014.

Mas o que impressiona são os termos pesquisados. No gráfico apresentado pela publicação é possível observar o que é "mais procurado" em 18 países.

Nos Estados Unidos, por exemplo, o termo "lesbian" (lésbica) segue no topo da lista de maior tráfego de dados. Canadá, Alemanha, México e Argentina procuram mais o termo "teen" (adolescente).

O Brasil está representado e o termo mais procurado por aqui é "novinha", que representa menos de 10% do total de visitantes do site, que é de 18,35 bilhões.

Confira abaixo o gráfico e saiba quais os termos mais procurados em alguns países:

*Reprodução/The Economist