0:00
0:00

IPCA de dezembro é o menor para o mês desde 2008, revela IBGE

  • Por Estadão Conteúdo
  • 11/01/2017 10h29
Marcos Santos/USP ImagensCalculadora

A taxa de inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou dezembro no menor patamar para o mês desde 2008, quando teve alta de 0,28%, informou nesta quarta-feira (11), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com a alta de 0,30% no IPCA do último mês, o resultado acumulado no ano de 2016 desacelerou de 6,99% em novembro para 6,29% em dezembro, menor patamar desde abril de 2014, quando estava em 6,28%.

A inflação registrada no mês de dezembro de 2015 tinha sido de 0,96%.

Alimentação

Os alimentos voltaram a ficar mais caros no último mês do ano, após um período de trégua. O grupo Alimentação e bebidas teve alta de 0,08% em dezembro, ante recuo de 0,20% em novembro, segundo os dados do IPCA.

O movimento significa uma reversão na trajetória de contribuição do grupo para a taxa de inflação: de -0,05 ponto porcentual em novembro para 0,02 ponto porcentual em dezembro. “Se olharmos em termos de contribuição e novembro para dezembro, dá um aumento de 0,07 ponto porcentual. Então alimentação puxou bem (o IPCA de dezembro)”, avaliou Eulina Nunes dos Santos, coordenadora de Índices de Preços do IBGE.

A alimentação consumida em casa saiu de queda de 0,47% em novembro para recuo de 0,05% em dezembro. Ainda ficaram mais baratos no último mês itens como feijão-carioca (-13,77%) e leite longa vida (-3,97%). Entretanto, outros produtos importantes no orçamento das famílias tiveram aumento, como o arroz (0,21%), as carnes (0,77%) e as frutas (3,39%). 

Em dezembro, a alimentação fora de casa manteve a mesma taxa de novembro, alta de 0,33%.