0:00
0:00

“A gente tem que recompor (…) o nosso senso de patriotismo e civismo”

  • Por Jovem Pan
  • 29/04/2014 16h38
Reprodução FacebookReprodução FacebookRoger Ingold

Roger Ingold, presidente da Accenture Brasil e América Latina, empresa global de consultoria de gestão e tecnologia da informação. O executivo, que fala quatro línguas, ingressou na empresa em 1982 e é formado em engenharia industrial com MBA em Finanças

O que fazer por um Brasil Melhor?

Dentre as muitas coisas que precisam ser feitas para um Brasil Melhor, na visão de Roger Ingold, mas o foco deve ser “pegar a bandeira” do civismo. “Questões como Copa hoje, tem gente que está dividida, querendo criticar…eu tenho um completo desconforto. Eu acho que, antes de tudo, nós somos brasileiros, então, como brasileiros, nós temos que nos unir”, disse o presidente.

De acordo com Ingold, devemos olhar as vantagens e as coisas que o país precisa e só depois exigir atitudes, mas reforçou que é necessário que a gente recupere o nosso “senso de patriotismo”.

“Segundo, eu acho que um Brasil Melhor é um Brasil mais formal. Não é à toa que nos últimos dez anos a gente teve tanto progresso da classe média. Na verdade, você teve muita formalização no Brasil e isso é bom. Isso gera emprego, isso paga imposto, isso insere pessoas no consumo, na educação, numa série de coisas. Então, continuar no processo de formalização, eu acho que vai ser muito bom”, finalizou,

Confira no áudio acima a participação completa do presidente da Accenture Brasil na campanha Brasil Melhor.