0:00
0:00

Mercado Financeiro aguarda anúncio do novo Ministro da Fazenda

  • Por Jovem Pan
  • 21/11/2014 14h16
ReproduçãoReproduçãoEsplanada dos Ministérios
Copywrite (Derechos reservados) mariordo@aol.com

O Mercado financeiro espera fato positivo do Governo Federal que viria com o anúncio do novo ministro da Fazenda.

A escolha seria divulgada nesta quinta-feira, mas foi adiada após a notícia da morte do ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos.

Dilma Roussseff veio a São Paulo para o velório do criminalista que ocorreu na Assembleia Legislativa, na capital paulista.

A presidente teria como nome preferencial para o comando da economia o atual diretor-executivo do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco. Mas especula-se que Trabuco teria recusado o convite, fazendo com que a escolha de Alexandre Tombini, presidente do Banco Central, ganhasse força.

Em entrevista ao repórter Paulo Pontes, o consultor financeiro Miguel Daoud avalia como seria a aceitação do mercado, caso esses nomes se confirmem.

(Ouça detalhes das entrevistas no áudio acima)

Já o economista Roberto Troster destaca sua expectativa para a inflação deste ano, que tem meta de 4,5%.

De acordo com ele, é preciso especificar melhor o que é “teto da meta” e “teto da banda” para não sair “mais caro” ao país:

A Presidente foi aconselhada a acelerar a escolha da equipe econômica para dar um sinal sobre a política que pretende executar em seu segundo mandato.

Além disso, o anúncio do novo ministro da Fazenda pode retirar o foco da Operação Lava-Jato, que traz revelações sobre desvio de verbas na Petrobras.

Por Paulo Pontes e Cláudia Gouvêa