0:00
0:00

Ao lado de Kim Jong Un, Coreia do Norte testa motor de foguetes de alta potência

  • Por Estadão Conteúdo
  • 19/03/2017 10h53
EFE/EPA/KCNAEFE/EPA/KCNAKim Jong-um observa teste de motor de foguete na Coreia do Norte
- (Korea, Democratic People's Republic Of), 19/03/2017.- A photograph released by the North Korean Central News Agency (KCNA) shows North Korean leader Kim Jong-un (C) watching the ground jet test of a high-thrust engine on screens at an undisclosed location in North Korea, 19 March 2017. According to media reports on 19 March 2017, North Korea announced a successful test of a high-thrust rocket engine. EFE/EPA/KCNA EDITORIAL USE ONLY

A Coreia do Norte realizou um teste em terra de um novo tipo de motor de foguetes de alta potência que o líder Kim Jong Un está chamando de revolucionário avanço para o programa espacial do país, informou a mídia estatal neste domingo.

Kim participou do teste no sábado no local de lançamento em Sohae, de acordo com a agência de notícias Central, que disse que o teste foi destinado a confirmar o “novo tipo” de potência de propulsão do motor e medição de confiabilidade de seu sistema de controle e segurança estrutural.

Kim chamou o teste de “um grande evento de importância histórica” para a indústria de foguetes do país, de acordo com o relatório da agência.

Ele também disse que “todo o mundo logo testemunhará o significado desta grande vitória” e reivindicou que o dia que foi feito o teste será conhecido como a “revolução de 18 de março” no desenvolvimento do foguete.

O relatório indicava que o motor deveria ser utilizado para seu programa espacial e de lançamento de satélites.

A Coreia do Norte é proibida pela Organização das Nações Unidas (ONU) de conduzir testes de mísseis de longo alcance, mas o país alega que seu programa de satélite é para uso pacífico, algo que os EUA e outros países têm questionado.

O teste foi conduzido em meio à visita do Secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, na Chinam em uma viagem que foi estreitamente focada em preocupações sobre como lidar com os programas nucleares e de mísseis de Pyongyang.

No entanto, não se sabe se este teste foi deliberadamente programado para coincidir com a visita de Tillerson, mas Pyongyang tem sido altamente crítico com o avanço da Coreia do Sul à zona desmilitarizada e muitas vezes conduz uma espécie de operação de alto perfil em protesto. Fonte: Associated Press.