0:00
0:00

EUA dizem que Kim Jong-un deveria atender à “voz única” do Conselho de Segurança

  • Por Estadão Conteúdo
  • 09/08/2017 14h46
EFE/EPA/KCNAEFE/EPA/KCNAO secretário de defesa dos EUA disse que o Departamento de Estado dos EUA está fazendo "todos os esforços para resolver essa ameaça global por meios diplomáticos"

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, emitiu um comunicado nesta tarde, afirmando que o líder norte-coreano, Kim Jong-un, deveria atender à “voz única” do Conselho de Segurança das Nações Unidas e a declarações dos governos de todo o mundo, que concordam que a Coreia do Norte representa “uma ameaça para a segurança e a estabilidade globais”.

No comunicado, Mattis comenta que Pyongyang deveria optar por deixar de se isolar e diminuir a busca por armas nucleares. Segundo o secretário americano, o presidente Donald Trump foi informado sobre a crescente ameaça ainda em dezembro, antes de assumir a Casa Branca, “e suas primeiras ordens para mim enfatizaram a prontidão de nossa defesa”.

Mattis disse, ainda, que o Departamento de Estado dos EUA está fazendo “todos os esforços para resolver essa ameaça global por meios diplomáticos” e que é preciso notar que os militares aliados combinados possuem, agora, capacidades defensivas e ofensivas precisas, ensaiadas e robustas. O secretário também comentou que as ações da Coreia do Norte “continuarão a ser extremamente incompatíveis com a nossa” e que o regime de Kim Jong-un perderia qualquer corrida armamentista ou conflito que iniciasse.