Número de mortos em explosão na Bolívia sobe para oito

  • Por EFE
  • 11/02/2018 19h21
Martin Alipaz/EFEExplosão aconteceu durante tradicional festa de carnaval em Oruro

O número de mortos em uma explosão de gás em Oruro, no oeste da Bolívia, aumentou para oito, e 34 pessoas permanecem hospitalizadas com ferimentos, informaram neste domingo (11) fontes oficiais.

O chefe do Serviço Departamental de Saúde em Oruro, Jesús Ignacio, explicou à Agência Efe que são oito os mortos e 23 dos feridos estão internados nesta cidade, enquanto nove foram transferidos a hospitais de La Paz.

Das oito pessoas que perderam a vida, quatro são menores: três crianças – uma de 2 anos – e um adolescente.

Os casos “muito graves”, entre eles um menino de cinco anos, foram levados a La Paz, vários deles ao Instituto Oftalmológico, por terem sofrido “traumas oculares”, declarou Ignacio.

Os feridos internados em dois hospitais e uma clínica de Oruro sofreram “politraumatismos e contusões” pela onda expansiva da explosão ocorrida neste sábado, informou o chefe departamental.

A maioria são adultos, o mais velho de 75 anos, e dois são adolescentes.

Ignacio afirmou que, no total, 40 pessoas ficaram feridas, mas seis receberam alta somente com “contusões leves”.

A unidade de bombeiros da polícia boliviana confirmou a hipótese inicial, de que a explosão ocorreu após um vazamento de gás provocado pela queda acidental de óleo de uma frigideira sobre a mangueira de um botijão em uma barraca de comida.

A tragédia ocorreu no grande dia do Carnaval de Oruro, declarado Patrimônio da Humanidade, para o qual eram esperadas 450 mil pessoas na cidade, de acordo com o governo boliviano.