Presidente da França pede responsabilidade a EUA e Coreia do Norte

  • Por Estadão Conteúdo
  • 12/08/2017 12h50
Agência EFENeste sábado, Mácron afirmou em pronunciamento que a situação "prejudica a preservação da paz internacional" e que o regime norte-coreano "se coloca como uma séria ameaça à segurança de seus vizinhos"

Diante da tensão elevada na disputa retórica entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte envolvendo armas nucleares, o presidente da França, Emmanuel Macron, entrou em contato com as partes para pedir que hajam com responsabilidade “para prevenir qualquer escalada das tensões”.

Neste sábado, Mácron afirmou em pronunciamento que a situação “prejudica a preservação da paz internacional” e que o regime norte-coreano “se coloca como uma séria ameaça à segurança de seus vizinhos”.

Considerada “responsabilidade de todos”, Macron convocou a comunidade internacional a “agir de maneira conjunta, firme e efetiva, assim como fez no Conselho de Segurança (da Organização das Nações Unidas), para trazer a Coreia do Norte de volta ao caminho do diálogo”. A França é um membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, que recentemente aprovou sanções à Coreia do Norte por causa dos testes com mísseis balísticos.