Terremoto atinge a costa do Peru, deixa ao menos 1 morto e 65 feridos

  • Por Agência EFE
  • 14/01/2018 08h27

Reprodução/USGS

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, o terremoto ocorreu 42 quilômetros a sudoeste de Acari e a 107 quilômetros de Nazca

Ao menos uma pessoa morreu e outras 65 ficaram feridas no terremoto de 6,8 graus de magnitude na escala Richter que atingiu a região Arequipa, no sul do Peru, neste domingo às 4h18 (horário local, 7h18 de Brasília), informaram fontes oficiais. Ao contrário de informações preliminares, o governo confirmou apenas uma vítima.

A morte aconteceu nos distritos de Bella Unión, enquanto os feridos foram registrados na província de Caravelí e em Nazca, da região vizinha de Ica, afirmou o chefe do Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci), Jorge Chávez, à emissora “RPP Noticias”

“Por informações que temos do Essalud (o sistema de previdência social) há dois falecidos, um que é o senhor de sobrenome Palomino, de 55 anos de idade, no distrito de Chala, e outra pessoa ainda não identificada no distrito de Bella Unión”, detalhou.

Chávez também disse que em Chala há 30 casa afetadas e que os feridos apresentam golpes e lesões de menor consideração.

“No total temos 65 lesionados com contusões que estão sendo tratados nos centros de saúde correspondentes. Como houve desabamentos de muros, foram golpeados em diferentes partes do corpo”, explicou.

O epicentro do sismo se localizou no oceano Pacífico, a 56 quilômetros da localidade costeira de Lomas e a 48 quilômetros de profundidade, segundo o Instituto Geofísico do Peru (IGP).

O tremor teve uma intensidade de VI na escala de Mercalli, considerada pelos especialistas como “forte”.

Por sua vez, o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) estabeleceu a magnitude do terremoto em 7,1 graus e anunciou que não se ativou nenhum alerta de tsunami, uma informação que foi confirmada pela Marinha de Guerra do Peru.

O chefe do Indeci acrescentou que, após o terremoto, “foi ativada toda a plataforma de gestão de riscos de desastres”, já que também há áreas sem eletricidade e ocorreram deslizamentos que bloquearam a passagem por estradas em Acarí, Caravelí e Atico.

Chávez disse ainda que as autoridades estão realizando uma avaliação dos danos causados pelo sismo e nas próximas horas oferecerão um relatório detalhado das consequências pessoais e materiais.