Trudeau lamenta desinteresse da Rússia em ater-se à legalidade internacional

  • Por Agência EFE
  • 15/04/2018 09h02
EFE"Rússia não está interessada em ser um ator positivo na ordem mundial e demonstra infeliz apoio ao regime assassino de Al- Assad", disse Trudeau

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, lamentou no último sábado (14) que a Rússia não esteja interessada em ser um “ator positivo” na ordem mundial baseada na legalidade internacional, como demonstra seu “infeliz” apoio na Síria ao “regime assassino” de Bashar al Assad.

Trudeau afirmou em entrevista coletiva ao término da 8ª Cúpula das Américas em Lima que há várias situações que ilustram esse desinteresse de Moscou, frente aos esforços da comunidade internacional para conseguir paz e estabilidade.

O apoio russo ao regime de Damasco, suas tentativas anexionistas na península da Crimeia e o “uso ilegal de agentes nervosos” no ataque ao ex-espião russo Serguei Skripal no Reino Unido foram alguns dos exemplos citados pelo premiê canadense.

“Seguimos buscando maneiras de desescalar as tensões entre a Rússia e o resto do mundo”, disse Trudeau, que considerou necessário que a comunidade internacional enfrente unida e com firmeza essa atitude por parte de Moscou.

Sobre os bombardeios que os Estados Unidos, com apoio de Reino Unido e França, realizaram sobre posições sírias, destacou que “está claro que a comunidade internacional devia responder” ao suposto uso de armas químicas sobre a população civil por parte do regime de Assad.

A resposta foi “proporcional e medida”, segundo o premiê canadense, que reiterou a condenação sobre o uso de armas químicas contra “civis inocentes” e confirmou que seu país foi informado com adiantamento sobre a operação dos EUA, embora sua participação não tenha sido solicitada.